10/10/2016 às 06h50min - Atualizada em 10/10/2016 às 06h50min

Laudo aponta que padre encontrado morto foi estrangulado; polícia procura suspeito

O caso é tratado como latrocínio (roubo seguido de morte), já que o celular e o carro da vítimas foram levados.

Wesley Santiago
Olhar Direto
Foto: Mike Alves/Primeira Hora
O exame preliminar de necropsia realizado no corpo do padre João Paulo, de 35 anos, encontrado na manhã deste domingo (09), em Rondonópolis (215 km de Cuiabá), apontou que a causa da morte foi asfixia mecânica por estrangulamento. No primeiro momento, havia sido informado que ele teria tomado um tiro na cabeça, o que não se confirmou. O caso é tratado como latrocínio (roubo seguido de morte), já que o celular e o carro da vítimas foram levados.

Leia mais:
Padre é assassinado em Mato Grosso e polícia suspeita de latrocínio
 
A primeira informação pela manhã, quando o corpo foi encontrado, era de que o padre havia sido morto com um tiro na cabeça. Porém, ficou comprovado posteriormente que ele foi estrangulado até morte, segndo o Primeira Hora. O local foi isolado para preservar as diversas marcas de pneu, pegadas e outras evidências que devem auxiliar na perícia.
 
Segundo a Polícia Civil, o corpo da vítima foi encontrado no bairro Rosa Bororó. O padre estava desaparecido desde a noite do último sábado (08), quando participou de uma reunião com um grupo de jovens. O corpo foi localizado nesta manhã (09).
 
Uma pessoa da igreja em que o padre atua ligou para o celular dele e esse suspeito atendeu a chamada. Diligências estão sendo feitas atrás do homem, que abandou o objeto. Ainda não se sabe se ele seria apenas um receptador ou se teria participação no homicídio. O assassinato causou uma comoção geral na cidade, já que ele era muito conhecido e fez diversos trabalhos sociais com a comunidade.
 
O caso
 
O padre João Paulo, responsável pela Paróquia São José Esposo, localizada em Rondonópolis (215 km de Cuiabá), foi assassinado entre a noite do último sábado (08) e a madrugada deste domingo (09) no município. Segundo a Polícia Civil, o corpo da vítima foi encontrado no bairro Rosa Bororó. O caso está sendo tratado como latrocínio, já que carro e o celular dele foram roubados.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »