14/11/2016 às 00h00min - Atualizada em 14/11/2016 às 00h00min

Hamilton vence a primeira em Interlagos e exalta Senna: “Meu sonho”

Gazeta Esportiva
José Victor Ligero e Tomás Rosolino
Hamilton segue vivo na luta pelo título mundial (Foto: Miguel Schincariol/AFP)

O inglês Lewis Hamilton manteve viva a disputa pelo título de 2016 da Fórmula 1 com a sua primeira vitória no GP do Brasil em toda a sua carreira, mas estava mais preocupado em celebrar a realização de um sonho do que em fazer contas para o GP de Abu Dhabi, daqui duas semanas. Fã declarado do brasileiro Ayrton Senna, o inglês não escondeu a emoção por vencer no lugar onde o ídolo construiu boa parte de sua história.

“Agora eu vou viver o momento, esse foi o meu sonho desde que vi o Ayrton aqui. É a corrida que eu sonhava vencer desde pequeno, quando assistia pela TV. Depois de alguns anos tentando ganhar aqui, altos e baixos, emoções, é sempre um GP difícil de ganhar”, afirmou o vice-líder do Mundial de Pilotos, agora 12 pontos atrás de Rosberg, assegurando que, apesar do caos instalado em Interlagos durante a disputa, conseguiu fazer uma corrida tranquila.

“Estava difícil pela aquaplanagem e batidas, mas talvez tenha sido minha vitória mais fácil em 10 anos. Foi o meu GP mais fácil aqui no Brasil também, com certeza. Normalmente a chuva aqui é a mais difícil, mas para mim foi praticamente só seguir reto até o final. Nenhuma derrapada, nenhum drama”, comentou.

Para Hamilton, que começou seu comentário sobre a prova com um “nada mal, não?”, as condições estavam longe de ser as piores encaradas em sua carreira, apesar das assustados batidas de Kimi Raikkonen e Marcus Ericsson. “Isso aqui é a Fórmula 1, se você colocar para os competidores um cenário em que não se provoca erros, qualquer um pode fazê-lo. Já vivi corridas muito piores em termos de condições climáticas e da pista”, avaliou, dizendo não ter concordado com as duas paralisações feitas.

“Na primeira parada realmente estava difícil de enxergar e, pelo acidente que aconteceu com o Kimi, acho que era o mais prudente a se fazer. Ficou complicado. A primeira realmente foi ok, mas na segunda vez eu achei que não precisava porque as condições estavam boas, tanto que, quando foi reiniciada a prova, a pista estava igual”, contou, dizendo ter se concentrado com facilidade mesmo com as paradas. “Na verdade, não fiquei distraído. Na segunda vez eu ainda consegui comer algo”, completou.

Por fim, o britânico ainda fez questão de agradecer aos torcedores presentes em Interlagos, que não deixaram o local mesmo com os seguidos problemas encarados na pista. Para ele, em muitos lugares o circuito teria ficado vazio com a uma hora sem carros na pista.

“Sem dúvida, é uma das melhores plateias que tivemos em toda a temporada. Eu vim com um capacete que se assemelha ao do Ayrton quando ele corria. Eu me sinto muito orgulhoso de ter vencido aqui. Mesmo chovendo eles ficaram. A maioria das pessoas iria para casa, mas tinha mais gente no final do que no começo, mesmo com a chuva que caiu”, encerrou Hamilton, que também superou Alain Prost em número de GPs vencidos, com 52 triunfos. Agora ele está atrás apenas de Michael Schumacher, que tem 91 vitórias.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »