16/11/2016 às 05h24min - Atualizada em 16/11/2016 às 05h24min

Dirigentes afirmam que clubes mexicanos ficarão de fora da Libertadores

Gazeta Esportiva
Mexicanos disputam o torneio desde 1998 (Foto: Divulgação)

Apesar da ausência de qualquer anúncio oficial, os times mexicanos devem ficar de fora da próxima edição da Copa Libertadores. As informações foram dadas pelos presidentes do Pachuca, Jesús Martínez Patiño, e do Tigres, Alejandro Rodríguez, que apontaram haver um impasse entre os clubes e as novas diretrizes da Confederação Sul-Americana de Futebol, à cerca da realização do torneio. Eles ainda esperam que o presidente da Liga MX, Enrique Bonilla, anuncie a decisão no decorrer desta semana.

“Pelo que eu vejo, vamos sair da Libertadores, creio que Enrique anunciará oficialmente. É o que se vê nas votações e foi para aprovar o calendário da nossa Liga”, comentou Patiño, que também é membro do Comitê de Desenvolvimento Esportivo da Liga MX, em entrevista ao portal Mediotempo. “A situação está muito complexa, por conta do calendário, e nesse aspecto temos que apoiar todo o projeto da nossa Liga para não afetá-la”, justificou.

Caso a decisão entre em vigor, passam a sobrar as três vagas do México – duas diretas para a fase de grupos e uma para a repescagem – na competição internacional. Além das declarações dos dirigentes, ao longo das últimas semanas, os jornais mexicanos já vinham noticiando a saída dos mexicanos da Libertadores. Diferentemente de Patino, Rodríguez pareceu mais favorável a saída e foi ainda mais incisivo nas críticas à Conmebol.

“Não se trata se queremos ou não. Acredito que o que estamos buscando é muito claro. Não podemos colocar em questão a Liga MX com as mudanças unilaterais que a Conmebol deseja fazer. Que tenha duas fases de repescagem para as equipes mexicanas, quando há outras ligas sul-americanas que têm seis, sete, oito equipes na Libertadores. Não nos parece correto”, declarou o homem à frente do Tigres, finalista da Libertadores 2015.

Como nenhuma das instituições envolvidas se manifestou oficialmente, fica difícil fazer qualquer projeção para o futuro dos clubes e da competição. Patiño preferiu não comentar o futuro, além de indicar a decisão.

“Sair de um torneio internacional tão importante como a Libertadores, com tanto renome, há sempre os prós e contras”, afirmou. “Espero que seja o melhor para o futebol mexicano.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »