23/11/2016 às 05h46min - Atualizada em 23/11/2016 às 05h46min

Médico e técnica de enfermagem são detidos por exercício ilegal da profissão

Página Press, com Olhar Direto
Um médico, identificado como H.D.F.F. e uma técnica de enfermagem, que não teve o nome divulgado, foram detidos pela Polícia Judiciária Civil de Alto Garças (360 km de Cuiabá), por exercício ilegal da profissão. Segundo as informações, o profissional se passava por oftalmologista na cidade

Conforme as informações da Polícia Judiciária Civil, o homem atuava realizando consultas, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais e fazendo exames na região. Após receber a denúncia, os investigadores agiram e detiveram o médico por exercer ilegalmente a medicina ao exceder os limites legais e realizar atendimento se passando por oftalmologista.

O atendimento foi suspenso e o médico foi conduzido para Delegacia de Polícia Civil de Alto Garças. Também foi detida uma técnica de enfermagem. Segundo as investigações, ela se passava como assistente do acusado, fazia contatos na região e trabalhava com o marketing do consultório. O preço cobrado era de R$ 70 para não sindicalizados e R$ 50 para sindicalizados.

Os dois foram encaminhados para a delegacia, onde foram ouvidos e liberados na sequência. O médico foi enquadrado no artigo 282 (Exercer, ainda que a título gratuito, a profissão de médico, dentista ou farmacêutico, sem autorização legal ou excedendo-lhe os limites). A pena é de seis meses a dois anos.  Provavelmente, o suspeito deve assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Curiosamente, em 2012, um caso muito semelhante foi registrado no município. O acusado Carlos Hirose foi detido pelo crime de exercício ilegal da medicina. Ele também se passava falsamente por médico oftalmologista em Alto Garças, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alto Araguaia.

Participaram da ação: os investigadores Cleiton de Souza Jacobina e Edilson Carvalho da Costa, delegado Carlos Roberto Moreira de Oliveira e a escrivã Elaine Cristina de Oliveira.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »