11/10/2016 às 11h54min - Atualizada em 11/10/2016 às 11h54min

Mais de 1 milhão de hectares já foram semeados com soja em Mato Grosso

Nova Edição
Após 24 dias do fim do vazio sanitário de soja, que se encerrou no dia 15 de setembro, as lavouras de Mato Grosso já registram 16,48% da área semeada com o grão. Com os trabalhos a todo vapor no campo, os produtores já plantaram 1.543.860 hectares do total de 9.368.084 que estão previstos para a safra 2016/2017.
 
De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o avanço foi de 11,97 pontos percentuais na última semana e de 10,41p.p. se comparado ao ano passado, já que na mesma época de 2015 apenas 6,08% da área havia sido plantada.
 
Estimativa
Em maio de 2016 o Imea realizou o seu primeiro levantamento para a safra 2016/17 da soja mato-grossense, com os dados apontando para uma estabilidade na área de soja no Estado, mas com expectativa inicial de um aumento produtivo. Para a estimativa inicial de área de soja na próxima safra foi utilizado como base de cálculo a expectativa dos agentes do mercado e os dados levantados junto a 547 produtores de soja em Mato Grosso em abril deste ano.
 
A nova safra deve registrar o menor aumento desde a série histórica acompanhada pelo Imea (safra 2007/08), ficando bem abaixo do aumento da área de soja registrado na média das últimas cinco safras, que é de 7,6%. As regiões que possuem expectativa de registrar os maiores aumentos de área são a norte e a noroeste, com elevação em relação à safra 2015/16 de 3,5% e 1,2%, respectivamente, mesmo assim, os aumentos esperados nestas regiões estão bem abaixo dos ocorridos nas últimas safras.
 
Já para a maior região produtora do Estado, o médio-norte, espera-se um leve recuo de 0,3% na área da nova temporada, baseada, sobretudo, nos resultados abaixo do esperado na safra 2015/16. Apesar das projeções com relação aos rendimentos a campo da safra 2016/17 ser limitada neste momento já que restam ainda insumos a serem adquiridos por parte do produtor rural, espera-se que na nova safra os investimentos em tecnologia continuem ocorrendo, o que impulsiona a expectativa sobre o rendimento das lavouras.
 
Assim, as projeções iniciais apontam para uma produtividade esperada de 53 sc/ha na safra 2016/17, cerca de 6,24% superior à safra 2015/16 e bastante semelhante à consolidada no ciclo 2014/15, que foi de 52,9 sc/ha. Desta maneira, a produção aguardada para a temporada 2016/17 nesta primeira intenção de safra recebeu influência positiva do incremento aguardado na produtividade. A projeção inicial aponta para uma produção de 29,39 milhões de toneladas, representando um aumento de 1,85 milhão de toneladas em relação à safra 2015/16.
 
Esta primeira projeção representa o sentimento inicial do mercado, notando-se que a primeira expectativa sobre temporada 2016/17 aponta para um aumento de produção baseada em ganhos com a produtividade a campo, diferente do que ocorreu nas últimas safras, onde a produção registrou crescimento baseada, principalmente, no aumento de área. Por isso, qualquer interferência climática sobre a nova safra poderá trazer impactos ainda maiores que o verificado no último ano sobre a oferta do novo ciclo.
 
 
Acompanhe no gráfico do Imea a semeadura por regiões:


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »