24/11/2016 às 20h46min - Atualizada em 24/11/2016 às 20h46min

Agora técnico, Rogério Ceni quer ser espelho para atletas do São Paulo

Gazeta Esportiva
Tiago Salazar
Rogério Ceni é o novo técnico do São Paulo

Rogério Ceni ainda não foi apresentado oficialmente pelo São Paulo, mas já falou como treinador da equipe. Ao site oficial do clube, o ex-goleiro deu uma breve declaração sobre a nova fase de sua carreira e falou sobre o que espera do elenco tricolor a partir de agora, sob seu comando. E o eterno capitão são-paulino, ciente de sua idolatria no clube, quer usar esse peso a seu favor, como exemplo para o grupo de atletas.

“O grande segredo do futebol é administrar pessoas e se relacionar bem com seus jogadores. São eles que podem fazer diferença. Eu quero que eles vejam futebol da maneira como eu via quando jogava. Eu quero um time vencedor, que tenha uma mentalidade vencedora. Eu tenho certeza de que eles vão entender isso. Já conheço muitos deles e sei da mentalidade vencedora que eles têm”, disse Rogério Ceni.

Feliz pela assinatura do contrato de dois anos com o maior ídolo da história do clube, na opinião de muitos torcedores, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva enalteceu a postura do ex-goleiro e seu empenho para se preparar antes de mudar de ramo dentro do futebol.

“O Rogério Ceni sempre foi um protagonista. Nos últimos 12 meses, mostrou ambição em se qualificar para uma nova função no futebol, estudou com os melhores do mundo, e nos convenceu ao apresentar um projeto consistente e contemporâneo de futebol para o São Paulo. É uma figura de enorme importância para o clube, que chega com a determinação de ser o melhor novamente, dessa vez como treinador”, comemorou Leco.

O São Paulo ainda não definiu quando será a apresentação de Ceni, mas o novo técnico vai iniciar seu trabalho desde já, participando de reuniões e planejando a reformulação que o elenco são-paulino deve sofrer durante as férias, de olho na temporada de 2017.

“Agora, em uma nova função, o que eu pretendo é ter pessoas que tenham conhecimento, que possam somar e ajudar muito a construir uma nova história para o São Paulo: jogadores, comissão técnica, integrados à parte de futebol, de marketing, comunicação e a presidência do clube. Acho que isso é o mais importante para que a gente possa fazer um São Paulo melhor do que vem sendo nos últimos tempos”, falou Rogério.

Como jogador profissional, Rogério Ceni tem 1.237 partidas disputadas pelo São Paulo, sendo 648 vitórias, 275 empates e 314 derrotas. O goleiro está no Guinnes Book, o livro dos recordes, como o atleta que mais defendeu um mesmo clube de futebol. Foram 978 jogos vestindo a braçadeira de capitão tricolor e, para sentar no banco de reservas, o ídolo se preparou por meio de um estágio com o argentino Jorge Sampaoli, no Sevilla.

“Ser goleiro e técnico numa mesma vida é um desafio muito grande, são duas posições em que a pressão é muito forte. Me perguntaram por que escolhi assistir aos treinos do Jorge Sampaoli. E respondi que ele é um treinador que tinha características muito parecidas com a maneira que eu enxergava futebol. Fui muito bem recebido no Sevilla, escolhi passar uma semana até a preparação para um jogo e pude aprender muito”

O maior goleiro artilheiro da história também contabiliza 131 gols – 61 de falta, 69 de pênaltis e um com a bola em jogo. Na galeria pessoal do jogador ainda constam 18 títulos oficiais, entre os quais se destacam as Libertadores de 1993 e 2005, os Mundiais de 1993 e 2005, o Tri-Brasileiro (2006 a 2008) e a Copa Sul-americana de 2012.

Rogério destacou o papel que o torcedor são-paulino terá para o êxito do seu trabalho. “A grande estrutura do clube, o peso da camisa do São Paulo, isso tudo pode dar combustível. E com o principal: ver o Morumbi cheio, ver o Morumbi a cada jogo com pelo menos seus 40 mil lugares da parte de cima lotados. O combustível desse time, por mais contratações que você faça, vem da arquibancada”, falou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »