11/10/2016 às 11h58min - Atualizada em 11/10/2016 às 11h58min

Ságuas Moraes foi o único deputado de Mato Grosso a votar contra PEC que congela investimentos em saúde e educação

Nortão Notícias
O deputado estadual Ságuas Moraes (PT) foi o único representante de Mato Grosso que votou contra a PEC que prevê o congelamento de investimentos em saúde e educação pelos próximos vinte anos. O texto foi levado a Câmara de Deputados pelo governo Michel Temer (PMDB) e foi aprovada em primeiro turno.

Os demais representantes de Mato Grosso, Adilton Sachetti - PSB, Carlos Bezerra - PMDB, Ezequiel Fonseca - PP , Fabio Garcia - PSB, Nilson Leitão - PSDB, Tampinha - PSD e Valtenir Pereira - PMDB votaram pela aprovação da PEC. Por se tratar de emenda à Constituição, eram necessários para a aprovação os votos de pelo menos três quintos dos deputados (308 dos 513). O projeto ainda ainda terá de passar por um segundo turno de votação no plenário da Câmara, o que deve ocorrer no próximo dia 24, segundo previsão do relator, Darcísio Perondi. Também são necessários pelo menos 308 votos. Se aprovado em segundo turno, seguirá para análise do Senado.

Desde que foi apresentado pela equipe econômica do governo, ainda no primeiro semestre, o projeto enfrenta resistências por parte de setores da sociedade. Entidades como o Conselho Nacional de Saúde (CNS), o Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), por exemplo, dizem que a PEC pode impor perdas bilionárias para o setor de saúde. inicialmente, o governo chegou a incluir no texto do projeto o limite para os investimentos nessas duas áreas.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »