26/11/2016 às 06h06min - Atualizada em 26/11/2016 às 06h06min

Morador de rua é preso por morte de idosa em casa na Praça Popular

Redação

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá prendeu nesta quinta-feira o morador de rua André Luiz da Silva Rocha, 32. Ele confessou o assassinato de Izabel Queiroz Brandão, 76, no dia 29 de outubro deste ano, na casa da vítima localizada próxima a Praça Popular, em Cuiabá. O suspeito teve o mandado de prisão temporária expedido pela 4ª Vara Criminal, por crime de latrocínio. André esganou a vítima para roubar.

Na manhã desta sexta-feira (25.11), a delegada titular da Derf, Luciani Barros, e o delegado presidente do inquérito, Afonso Monteiro da Silva Junior, explicaram à imprensa o trabalho feito pela delegacia para identificar o suspeito, que não tinha residência fixa.

Conforme os delegados, o suspeito foi localizado depois de quase um mês de investigação, em uma casa abandonada, próximo ao Morro da Luz, região central de Cuiabá. Ele aparece nas imagens colhidas pelos policiais do circuito de segurança de residências e comércios da localidade, mas até esta semana os policiais ainda não tinham sua qualificação.

Conduzido a Delegacia, o suspeito foi ouvido e revelou em detalhes como matou a idosa. “Ele disse que foi até a residência, tocou a campainha, pediu água, ela deu e depois pediu um remédio porque estava com feridas nos pés. Nesse momento entrou e anunciou o assalto. Como a vítima começou a gritar, ele começou a esganá-la com as mãos, ao ponto de levá-la à óbito. Depois arrastou o corpo dela para o quarto de um dos filhos”, disse o delegado Afonso.

Após tirar a vida da senhora, o morador de rua revirou a casa e saiu do imóvel levando dentro de uma sacola branca um relógio, duas correntes de ouro, uma pulseira de ouro e um celular. Ele também trocou de roupa. “Ele entrou com uma camiseta listrada e saiu com uma preta, um boné vermelho e uma sacola branca onde transportou os objetos roubados”, contou Afonso.

O suspeito já tem outra passagem por latrocínio e estava em liberdade há cerca de seis meses. Ele foi conduzido a uma unidade prisional de Cuiabá. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »