26/11/2016 às 11h35min - Atualizada em 26/11/2016 às 11h35min

No Acre, ex-seringueira forma 11 filhos na faculdade

O marido, infelizmente, veio a falecer em 2015 e não pôde comemorar a conquista da família.

Catraca Livre
Dona Marlene e seus filhos

A ex-seringueira Marlene da Costa Maciel, de 59 anos, é mais uma mãe que enfrentou todos os obstáculos que foram aparecendo na sua vida para um dia ver seus filhos entrando na universidade.

Ela e o marido se mudaram de Seringal Extrema, no Rio Moa, para uma propriedade na zona rural no Ramal Macaxeiral, no município de Cruzeiro do Sul, no Acre, para que os filhos conseguissem estudar e sonhar com um futuro melhor.

O plano deu certo e, hoje, dos 14 filhos vivos do casal (nove homens e cinco mulheres), onze se formaram na faculdade, dois estão perto de concluir seus estudos e um acaba de ingressar no ensino superior. O marido, infelizmente, veio a falecer em 2015 e não pôde comemorar a conquista da família.

“Meu marido dizia que ou colocava todos na escola, ou não colocava nenhum. Plantamos muita roça para fazer farinha. Quem estudava de manhã trabalhava à tarde e quem estudava à tarde trabalhava pela manhã. Quem estudava à tarde saía de casa às 10h30 e só chegava às 20h”, lembra a mulher, hoje aposentada.

O filho mais velho da ex-seringueira, Jerry Macie de Souza, de 37 anos, afirma que o sucesso da família deve-se ao esforço da mãe.

“Temos muito orgulho de nossa mãe. Todos têm faculdade e a maioria tem bons empregos. Isso foi graças a Deus, nosso esforço, e, principalmente, o zelo de nossa mãe que sempre nos estimulou a buscar na escola nosso futuro. Nossa mãe é uma guerreira e vamos sempre estar ao lado dela”, finaliza o agente penitenciário.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »