11/10/2016 às 15h12min - Atualizada em 11/10/2016 às 15h12min

Parlamento australiano veta referendo para legalizar casamento gay

O líder do Partido do Trabalho, Bill Shorten, explica que o partido negou o referendo porque a legislação deve ser aprovada pelo Parlamento, assim com as demais leis

POR NOTÍCIAS AO MINUTO
DR

O referendo para legalização do casamento homossexual, que seria realizado em fevereiro de 2017, na Austrália, foi vetado pelo Parlamento. O partido de oposição ao governo afirmou que não apoiará a consulta popular.

O projeto de lei apresentado pelo governo australiano precisava do apoio de parlamentares da oposição para ser colocado em prática, uma vez que a coalizão liderada pelo primeiro-ministro Malcolm Turnbull não é maioria no Senado.

Segundo matéria do Brasil Post, o casamento entre pessoas do mesmo sexo conta com o apoio de 61% dos australianos.

O líder do Partido do Trabalho, Bill Shorten, explica que o partido negou o referendo porque a legislação deve ser aprovada pelo Parlamento, assim com as demais leis. "Por que os gays devem ser submetidos a um processo de lei diferente dos outros australianos?", questionou.

 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »