27/06/2019 às 17h12min - Atualizada em 27/06/2019 às 17h12min

Sema autoriza operação da usina de etanol

Órgão ambiental expediu nessa quarta-feira a Licença de Operação

Jamerson Miléski
Foto: Assessoria

A usina de etanol de milho instalada pela Inpasa no município de Sinop está autorizada pelo órgão ambiental a iniciar sua operação. A Licença de Operação LO nº 319660/2019, foi expedida pela Sema (Secretaria Estadual de Meio Ambiente), nesta quarta-feira (26), publicada no Diário Oficial do Estado. Com isso, a empresa superou todos os trâmites burocráticos do processo de licenciamento ambiental.

Segundo o gerente da Inpasa Sinop, Fernando Alfini, com a confirmação da Licença de Operação, a usina busca o agendamento das vistorias do Corpo de Bombeiros e da ANP (Agência Nacional do Petróleo) – que regulamenta a atividade.

A planta industrial está praticamente pronta. Há cerca de um mês a Inpasa iniciou os testes finais do sistema de produção, aferindo equipamentos e calibrando os controles de automação.

A projeção é de que a unidade inicie a produção de etanol de milho em escala industrial no mês de julho.

A Inpasa S.A (Indústria Paraguaya de Alcoholes), investiu R$ 600 milhões no empreendimento de Sinop. As obras da Usina de Etanol iniciaram em fevereiro de 2018, em uma área de 150 hectares na entrada Sul de Sinop, às margens da BR-163.

A planta tem capacidade instalada para produzir 1,5 milhão litros de etanol por dia, consumindo 3 mil toneladas de milho a cada 24 horas. A estimativa da Inpasa é consumir 1 milhão de toneladas no primeiro ano de atividade. A matéria prima para indústria virá de Sinop e também dos municípios circunvizinhos.

Quando estiver em operação, a usina irá empregar 300 funcionários no quadro geral da empresa. A indústria é 100% automatizada. Todo o processo de produção será monitorado por uma sala de comando. Através dos painéis, os engenheiros controlarão toda a planta industrial.

O álcool combustível produzido abastecerá Sinop e região, mas menos de 15% deve ficar em Mato Grosso. A Inpasa foca nos mercados de Rondônia, Manaus e Belém como principais destinos para sua produção de etanol.

Além do etanol, a indústria vai produzir 1,5 milhão de toneladas DDG (Grão secos por destilação – em inglês), por ano. Esse produto secundário tem alta taxa de concentração proteica, sendo ideal para o trato animal.

A usina também produzirá cerca de 10,3 mil litros de óleo de milho e 60 mw de energia elétrica, dos quais 50% serão absorvidos pela própria planta e o restante comercializados. A Inpasa já instalou uma rede de alta tensão ligando a unidade a substação de energia da cidade.

Para que a logística seja fluída, a Inpasa está construindo um trevo com retorno de acesso sobre a BR-163, no km 817, bem em frente a sua planta industrial. São 9,5 mil metros quadrados de área construída, com 850 metros de extensão sobre a rodovia.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »