07/12/2016 às 12h56min - Atualizada em 07/12/2016 às 12h56min

Vereador se entrega após ter prisão decretada por estupro de enteada

Olhar Direto
Reprodução
O vereador Francisco Carlos Amorim Silveira, mais conhecido como Chico 2000, se entregou à polícia na tarde desta terça-feira (6), em Cuiabá. Ele era procurado pela acusação de estupro de vulnerável, crime cometido contra a enteada, de 11 anos, e será ouvido pelo delegado Eduardo Botelho, da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente (Dedica). Ele também será investigado por outras denúncias de abusos contra crianças e adolescentes, segundo apurado pela reportagem.

Diante da possibilidade de que o parlamentar estivesse coagindo alguém, a prisão temporária (de 30 dias), foi decretada pela Justiça no domingo (4). Segundo consta na denúncia, o abuso teria ocorrido no dia 13 de outubro deste ano durante uma festa de comemoração do aniversário da mãe da menor. A vítima teria pedido para ir embora, uma vez que já estava tarde, porém foi levada para um quarto pela mãe onde conversaram.

De acordo com o delegado a prisão, neste caso, é primordial a investigação. "Somente com o encarceramento provisório possíveis vítimas terão a tranquilidade de vir até a delegacia e produzirem provas necessárias contra ele.  Existem denúncias indicando outros abusos cometidos por ele contra mais vítimas, isso será apurado agora com sua prisão", afirmou. 

“Eu fui informado pelo meu advogado, pelo meu neto, sobre a ida dos policiais à minha casa, e estou aqui me apresentando. Eu disse que não falaria mais sobre o assunto, por se tratar de uma menor, então qualquer coisa que eu fale eu vou estar expondo a figura dela, o que é proibido por lei. Eu estou aqui pra falar no momento oportuno”, disse o vereador.

Chico 2000 deixou a Delegacia e seguiu para Instituo Médico Legal para a realização de exames. De lá ele será levado pelos investigadores até o Centro de Cuistódia da Capital, onde será entregue. 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »