10/12/2016 às 12h55min - Atualizada em 10/12/2016 às 12h55min

Estado diz em nota que "fechar as portas" do hospital regional é seguir o modelo do Brasil

Nortão Notícias
Na nota a secretaria estadual de saúde disse que essa mudança visa seguir o modelo adotado em todo o país, se reservando a casos de média e alta complexidade.

"A Secretaria de Estado de Saúde esclarece que as mudanças no atendimento dos Hospitais Regionais do estado seguem o modelo adotado em todo o país. Essas unidades hospitalares atendem obrigatoriamente a população que necessita de tratamentos de média e alta complexidade de toda a região a qual pertence. A mudança principal refere-se a paciente que precisam de atendimentos no box de urgência e emergência e que passam, a partir de agora, a serem regulados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e hospitais municipais que pertencem a região. Isto vai garantir atendimento humanizado, eficiente e respeitando a igualdade no atendimento dos pacientes de toda região".

A nota assinada pelo secretário João Batista Pereira diz ainda que a prefeitura de Sinop sabia das mudanças que ocorreram. "A SES esclarece ainda que a secretaria municipal de Saúde de Sinop sempre esteve ciente destas mudanças, inclusive com decisão em comum acordo com os municípios e escritório regional e com os prefeitos através do consorcio Teles Pires. Neste sentido, inclusive, o Hospital Regional de Sorriso também recebeu essa determinação e tem cumprido seu papel. De outra parte a SES lamenta as declarações equivocadas mencionadas pelo secretário municipal de Saúde, Manoelito Rodrigues", destacou o secretário.

confira nota na integra

A Secretaria de Estado de Saúde esclarece que as mudanças no atendimento dos Hospitais Regionais do estado seguem o modelo adotado em todo o país. Essas unidades hospitalares atendem obrigatoriamente a população que necessita de tratamentos de média e alta complexidade de toda a região a qual pertence. A mudança principal refere-se a paciente que precisam de atendimentos no box de urgência e emergência e que passam, a partir de agora, a serem regulados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e hospitais municipais que pertencem a região. Isto vai garantir atendimento humanizado, eficiente e respeitando a igualdade no atendimento dos pacientes de toda região. A SES esclarece ainda que a secretaria municipal de Saúde de Sinop sempre esteve ciente destas mudanças, inclusive com decisão em comum acordo com os municípios e escritório regional e com os prefeitos através do consorcio Teles Pires. Neste sentido, inclusive, o Hospital Regional de Sorriso também recebeu essa determinação e tem cumprido seu papel. De outra parte a SES lamenta as declarações equivocadas mencionadas pelo secretário municipal de Saúde, Manoelito Rodrigues, em matéria veiculada em 09 de dezembro no site Nortão Notícias (www.nortaonoticias.com.br). O governo de Mato Grosso, através da Secretaria Estadual de Saúde, não medirá esforços para que a população de todas as regiões do estado seja atendida de modo eficiente e satisfatório, Pontua ao final da nota, o secretario de Estado de Saúde, João Batista Pereira.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »