14/12/2016 às 19h57min - Atualizada em 14/12/2016 às 19h57min

Médicos descobrem mais uma agulha em criança que teria passado por ritual e temem infecção

Olhar Direto
Wesley Santiago
Foto: Reprodução TVCA
Os médicos que atenderam a bebê de três meses, que está internada na Santa Casa de Rondonópolis (215 km de Cuiabá), após um suposto ritual, descobriram que a criança tem três agulhas no corpo. O terceiro objeto foi encontrado no abdômen da menina, que tem mais dois deles dentro da cabeça. O principal temor dos profissionais é que a garota tenha infecção, o que poderia agravar o quadro.

Segundo o Agora MT, a criança já chegou a Santa Casa (transferida do Hospital Regional de Rondonópolis) sedada e entubada. Durante os exames, foi descoberta mais uma agulha no corpo da menina, que está no abdômen. Os outros dois objetos estão na cabeça da vítima, que está acordada e respira sem aparelhos.
 
Por conta da profundidade em que as agulhas foram encontradas, o risco da retirada é maior do que se manter os objetos: “A grande preocupação é a possibilidade de infecção. A segunda é essa agulha que está na cabeça migrar para o cérebro. Já a que está na barriga acredito que rapidamente o caso seja resolvido”, explicou o médico pediatra Otávio Branchini.
 
Já o pediatra Elvis Chiari, que também cuida do caso, relatou que nunca havia visto nada parecido com isto: “Ainda é um período de risco pela intervenção que a criança teve, pelo procedimento que a criança foi submetida. Essa situação não é um caso comum que nós costumamos ver todos os dias. Já tenho mais de 20 anos de trabalho e ainda não tinha visto um caso como esse”.
 
O caso
 
Os pais de uma bebê de apenas três meses, que está internada na Santa Casa de Rondonópolis, desde a última segunda-feira (12), teriam recebido dinheiro para que uma mulher, que não teve o nome divulgado, introduzisse agulhas na cabeça da vítima. Conforme o apurado pela polícia, a criança teria participado de uma espécie de ritual.  Tudo ainda está sendo investigado pelo delegado Marcelo Melo de Laet, de Jaciara.
 
A vítima é moradora de São Pedro da Cipa (151 km de Cuiabá). A mãe, uma menor de 17 anos e o pai Wellington de Jesus Costa, 28 anos, tem outro filho, que não teve a identidade revelada.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »