11/12/2019 às 11h17min - Atualizada em 11/12/2019 às 11h17min

Selma Arruda diz que cassação foi perseguição por atuação como juíza

FERNANDA ESCOUTO
Reprodução

Após o julgamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça-feira (10), que cassou o seu mandato de senadora por seis votos contra um, a ex-juíza Selma Arruda (PODE) afirmou em nota que recebeu a notícia com equilíbrio, porém ela destaca que a decisão foi consequência por suas ações desempenhadas enquanto juíza.

“A senadora Juíza Selma recebeu a notícia sobre sua cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com equilíbrio, respeito e serenidade, mas com a convicção de que, mesmo diante de tudo, ela e todos que defendem o combate à corrupção saíram vitoriosos”, diz trecho da nota enviada à imprensa.

A parlamentar destaca ainda que “apesar das vontades políticas terem prevalecido no seu julgamento”, ela acredita que o resultado traz uma lição muito importante sobre a necessidade da luta diária para livrar o País de corruptos.

Selma Arruda aposentou-se da magistratura e concorreu ao cargo de senadora pelo PSL.  Adotando um discurso de combate radical à corrupção, que lhe rendeu o apelido de “Moro de Saia”, ela foi eleita com 678,5 mil votos.

Entretanto, em abril deste ano o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT) cassou, por unanimidade, o mandato de Selma e o de seus suplentes, Gilberto Eglair Possamai e Clérie Fabiana Mendes, por abuso de poder econômico e caixa 2.

Na noite desta terça-feira, o TSE seguiu a decisão do órgão estadual, mantendo a cassação. Além disso, os ministros votaram pela inelegibilidade da parlamentar por oito anos.

Seguiram o voto do relator Og Fernandes, os ministros Luis Felipe Salomão, Tarcisio Vieira de Carvalho Neto, Sérgio Banhos, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber. Votou contra a cassação apenas o ministro Edson Fachin.

A decisão cabe recurso, porém conforme a legislação, ela deverá aguardar o julgamento fora do cargo.

Veja na íntegra a nota da senadora:

A senadora Juíza Selma recebeu a notícia sobre sua cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com equilíbrio, respeito e serenidade, mas com a convicção de que, mesmo diante de tudo, ela e todos que defendem o combate à corrupção saíram vitoriosos.

Apesar das vontades políticas terem prevalecido no seu julgamento, a parlamentar acredita que o resultado traz uma lição muito importante sobre a necessidade da luta diária para livrar o País de corruptos.

A senadora agradece a todos os parlamentares e seguidores das suas redes que prestaram apoio e solidariedade nesse momento, principalmente, àqueles que compreendem que nesse processo ela foi alvo de perseguições políticas, e, por ter sido eleita, sofreu as consequências pelas ações desempenhadas durante sua atuação na magistratura de Mato Grosso.

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »