20/12/2019 às 20h35min - Atualizada em 20/12/2019 às 20h35min

Acusado de matar psicólogo em Marcelândia se apresenta, depõe e é liberado

MIZAEL DUARTE
De, Marcelândia

Acusado de matar o psicólogo Roosevelt Leite Souza, de 45 anos, na noite do último domingo (15), Reginaldo Mendonça de Andrade, 36 anos, se apresentou na quarta-feira (18), na Delegacia de Polícia Civil de Marcelândia, acompanhado de seu advogado.

Conforme o Página Press já informou, após o assassinato de Roosevelt, policiais militares, passaram a fazer diligências para prender o autor que fugiu em um For KA prata para sair da condição de flagrante. A previsão era que ele se entregasse até esta sexta-feira (20).

O Página Press não teve acesso direto ao depoimento na Polícia Civil. A reportagem foi informada que corporação não pode dar mais detalhes para não atrapalhar as investigações.

A reportagem apurou que em depoimento a polícia, Reginaldo confessou o crime afirmando ter agido em legitima defesa, pois no dia do crime, foi agredido ao defender sua família que foi ameaçada, após uma discussão. Ele confirmou que após discussão Roosevelt teria ido embora do estabelecimento, mas retornou pouco tempo depois. Neste momento, ao ser ameaçado novamente, temendo algo contra sua vida e de sua família, pegou uma arma de fogo que portava em casa e disparou contra o psicólogo. Por ter passado o flagrante, Reginaldo foi ouvido e liberado.


A vítima teria ido ao local fazer compras acompanhado de sua esposa, quando se desentendeu com o proprietário e o filho dele. Depois disto, os dois começaram a trocar socos e ameaças. A esposa conseguiu convencer o marido a voltar para casa, mas ele voltou para dentro do local e continuou a discussão. O filho do proprietário do estabelecimento então pegou uma espingarda e disparou, acertando o peito do psicólogo.

Roosevelt trabalhava há 5 anos no Fórum de Marcelândia. O crime chocou a população da cidade, que considerava o homem tranquilo e trabalhador.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »