16/01/2020 às 14h50min - Atualizada em 16/01/2020 às 14h50min

Presidente do DEM defende que Mendes fique neutro em eleição

Alberto Machado citou que diversos aliados do governador já demonstraram interesse na vaga

CÍNTIA BORGES E DOUGLAS TRIELLI
Mídia News
O presidente do DEM em Cuiabá, Alberto Machado: Governador tem bons aliados (MidiaNews)

O presidente do DEM em Cuiabá, Alberto Machado defendeu que o governador Mauro Mendes (DEM) não anuncie apoio a candidatos à eleição suplementar ao Senado que irá ocorrer em abril deste ano.

 

“Na minha opinião, o governador tem que focar na gestão do Estado, e não tem que se envolver com essa eleição. Esse é um pensamento meu. Nós ainda não debatemos sobre isso. Acho que muitos parceiros diretos do governador estão se colocando a disposição”, disse Machado.

 

Ele explicou que diversos nomes que compõem o arco de alianças do Governo e auxiliaram na eleição de 2018 já anunciaram o desejo de pleitear a vaga.
 

Entre os aliados que já manifestaram o interesse publicamente estão o vice-governador  Otaviano Pivetta (PDT), o ex-governador Júlio Campos (DEM) e o ex-vice-governador Carlos Fávaro. 

 

“Vamos falar o que do Pivetta? Quer um cara com conceito melhor que ele? Ele é case de sucesso tanto na vida profissional, como na vida pública. Como não vamos ter carinho e admiração por uma candidatura como essa?”, disse. 

 

Beto ainda citou os deputados federais José Medeiros (Podemos) e Neri Geller (PP), que também são nomes que circulam nos bastidores como possíveis candidatos.

 

“É normal que o governador tenha bons candidatos, mas entendo que o governador deve ficar focado em gestão. É primordial. O governador montou um grupo de pessoas preparadas, bem intencionadas, para construir um Mato Grosso melhor”, completou.

 

Mendes se posiciona

 

O governador defendeu, em entrevista recente, que Pivetta continue no quadro no Governo. Isso porque, desde o anúncio da vacância no Senado, o democrata tem se manifestado favorável à candidatura do ex-vice-governador Carlos Fávaro.

 

Fávaro terminou a disputa em terceiro lugar e ainda faz parte do governo de Mendes nas articulações em Brasília, atuando no Escritório de Representação de Mato Grosso (Ermat).

 

“Meu desejo é que ele pudesse continuar no Governo, porque ele é um grande companheiro, grande político, e uma pessoa honesta, dedicada e que tem contribuído muito com o Governo”, afirmou Mendes.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »