27/01/2020 às 14h55min - Atualizada em 27/01/2020 às 15h03min

Subproduto dos óleos essenciais, águas bioativas são novidade no verão

Na medida em que as águas bioativas ou hidrolatos passaram a ser estudadas pelos laboratórios, constatou-se que poderiam ser aproveitados como componentes de produtos farmacêuticos, cosméticos e de higiene e beleza. O que antes ia para o sistema de tratamento de resíduos, passou a ter valor e ser utilizado de uma forma inovadora.

DINO
http://www.provanza.com.br

Nesse verão, um dos aliados para manter o frescor da pele é um subproduto da extração de óleos essenciais, utilizados na indústria cosmética e farmacêutica. Trata-se dos hidrolatos, ou águas bioativas, que até pouco tempo eram descartados como resíduos pelos fabricantes de fragrâncias.

Os óleos essenciais são extraídos a partir do material vegetal (folhas, flores, sementes, raízes, etc.) submetidos a processos de decantação e condensação. A água utilizada nesse processo se transforma em vapor, que entra em contato com os princípios ativos das plantas. Ao voltar para o estado líquido, preserva um percentual das propriedades terapêuticas originais.

Na medida em que as águas bioativas ou hidrolatos passaram a ser estudadas pelos laboratórios, constatou-se que poderiam ser aproveitados como componentes de produtos farmacêuticos, cosméticos e de higiene e beleza. O que antes ia para o sistema de tratamento de resíduos, passou a ter valor e ser utilizado de uma forma inovadora.

 

Ação refrescante

Um exemplo de como usar os hidrolatos na indústria cosmética está presente na Essence Água Bioativa, lançada em janeiro pela mineira Provanza. O produto foi desenvolvido a partir dos óleos essenciais da planta Alpinea officinarum, de onde se extrai um tipo de mentol, responsável pela sensação de refrescância e ação anti-inflamatória. O produto, disponível em embalagens de 240 ml (com borrifador), pode ser aplicado diretamente sobre a pele, durante a exposição ao sol.

Na fórmula, a Provanza combinou a água bioativa com outros componentes - como nanopartículas de ácido hialurônico, ceramidas, extrato de chá branco e D-Pantenol - que agem diretamente sobre o DNA das células. Esses elementos são responsáveis por hidratar, combater a geração de radicais livros, acalmar e reduzir a irritação causada pela exposição excessiva aos raios solares e à ação da água do mar e do cloro das piscinas.

 

Uso conjunto com protetor solar

O produto foi desenvolvido para ser usado durante a exposição solar, podendo ser aplicado em cima do protetor, uma vez que seu objetivo é refrescar e hidratar. Além da água bioativa, a linha Vem Pro Sol conta com outros quatro produtos: protetor solar, shampoo, máscara capilar e hidratante. Esses três últimos possuem ativos nano tecnológicos que atuam em camadas mais profundas da pele.



Website: http://www.provanza.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »