20/11/2020 às 13h27min - Atualizada em 20/11/2020 às 14h20min

Tratamento da acne com lasers: uma boa opção da dermatologia moderna

Como as novas tecnologias auxiliam no combate à acne, uma das principais queixas nos consultórios médicos

DINO
https://www.clinicakakihara.com/

A acne é uma alteração inflamatória que apresenta diversos tipos de lesões na pele, como pápulas (bolinhas vermelhas), pústulas (bolinhas vermelhas com pus), nódulos avermelhados, doloridos, e, por fim, cicatrizes com diferentes aspectos. Essa inflamação, que ocorre principalmente na face, é decorrente da oleosidade intensa no local, excesso de adesão das células mais superficiais nos poros (por onde saem o sebo e os pelos) e proliferação bacteriana. Segundo o médico dermatologista Cristiano Kakihara, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), "as novas tecnologias, já reconhecidas para tratamentos com finalidade para outras doenças, têm sido também muito utilizadas para combater a acne", explica.

Comumente a acne tende a aparecer na adolescência, quando começa a produção hormonal em pessoas que tenham maior predisposição genética a desenvolvê-la. Além disso, "o quadro pode aparecer em mulheres adultas que sofram com distúrbios hormonais ou outros fatores como, por exemplo, efeitos colaterais do uso de algumas medicações como cortisona ou produtos tópicos oclusivos e oleosos", aponta o especialista.

O tratamento da acne pode ser feito com diferentes abordagens: sabonetes não oleosos, que contenham ativos como ácido salicílico em sua formulação; medicamentos tópicos à base de antibióticos, tretinoína, adapaleno e alfa hidroxiácidos; fármacos orais, como antibióticos, isotretinoína oral, probióticos; alguns lasers e LEDs; luz intensa pulsada com vácuo e, por fim, terapia fotodinâmica.

Um dos tratamentos clássicos, sobretudo para acne severa, e que ainda é muito usado, é a isotretinoína oral. Porém, ressalta o médico, esse medicamento pode causar alguns efeitos colaterais, como ressecamento intenso dos lábios, coceira, queda de cabelo e piora de depressão. "Para usá-la, é necessário fazer previamente exames, como função hepática, hemograma completo, lipidograma, entre outros exames. Outra questão muito importante é o uso feito por mulher com potencial de engravidar. É obrigatório que essa paciente faça uso de método contraceptivo enquanto fizer o tratamento medicamentoso, pois a droga pode causar má formação do feto", destaca Kakihara.

Segundo o Dr. Cristiano Kakihara "Falando ainda sobre modalidades terapêuticas, os lasers e LEDs são excelentes opções terapêuticas, principalmente para as pessoas que não respondem bem ao tratamento tópico clássico. Possuem diferentes mecanismos de ação e devem sempre ser manuseados por médicos dermatologistas, pois tecnologias, se mal utilizadas, podem agravar ainda mais o quadro."

Ainda sobre tecnologias, é muito útil a terapia fotodinâmica no tratamento da acne. "Aplicamos o laser ou o LED após uma medicação fotossensibilizante que permanece na pele por um tempo. Este fármaco fica mais concentrado nas glândulas sebáceas e nas bactérias, favorecendo a maior formação de protoporfirinas. O mecanismo de ação deste tratamento está relacionado a esta formação de grandes quantidades de protoporfirinas, que são sensíveis à luz, atraindo o calor para si e promovendo uma intensa oxidação. Desta forma, tanto as bactérias como as glândulas sebáceas, que são responsáveis pela manutenção da acne, são parcialmente destruídas. O tratamento provoca efeitos colaterais como vermelhidão, sensibilidade, pequenas pústulas e raramente hiperpigmentação. É necessário utilizar hidratantes e filtro solar não-comedogênicos, com proteção alta após tal procedimento", finaliza o dermatologista.



Website: https://www.clinicakakihara.com/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...