03/12/2020 às 16h44min - Atualizada em 03/12/2020 às 16h44min

Oito prefeitos eleitos tentam impedir reeleição na AMM

Gestores do PDT alegam que Neurilan Fraga fez alterações no estatuto da entidade para se perpetuar no poder

REDAÇÃO
Reprodução

A candidatura do ex-prefeito de Nortelândia, Neurilan Fraga (PL), ao comando da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) está comprometida. Ocorre que pelo menos oito prefeitos eleitos pelo PDT devem acionar na Justiça para barrar a candidatura dele por conta de alteração de estatuto às vésperas da eleição.

Neurilan está no terceiro mandato no comando da AMM e administra a entidade mesmo sem mandato de prefeito. A votação está marcada para o próximo dia 15 de dezembro e as chapas podem se inscrever até o dia 4.

A dispusta está entre Neurilan Fraga (PL) e o prefeito de Água Boa, Mauro Rosa, o Maurão (PSD), que deixa o mandato no Poder Executivo em31 de dezembro, ou seja, independente de quem for eleito, a AMM será administrada por um ex-gestor.

Os prefeitos eleitos questionam as alterações realizadas, que possibilitam que o atual presidente "se perpetue" no poder. Entre as mudanças propostas, está o aumento do mandato, de 2 para 3 anos, além de prever a reeleição ilimitada para o cargo.

Além disso, a antecipação da eleição, para dezembro, impede que os prefeitos eleitos em novembro participem do ploeito como votantes. Apesar de não votarem, os novos prefeitos poderão compor as chapas que disputarão o comando da entidade.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...