13/01/2021 às 14h38min - Atualizada em 13/01/2021 às 14h38min

Virgínia diz que assédio não ficará impune e pede providências a Mauro sobre Indea

Ex-servidora de 19 anos diz ter sido assediada pelo presidente do órgão, Marcos Catão Dornelas Vilaça

Mikhail Favalessa
A primeira-dama Virgínia Mendes publicou foto nas redes sociais (Reprodução)

Aprimeira-dama do Estado, Virgínia Mendes, disse ter pedido ao governador Mauro Mendes (DEM) que tomasse providências sobre o caso de suposto assédio cometido pelo presidente do Indea-MT, Marcos Catão Dornelas Vilaça. Virgínia declarou que casos como esse não devem ser tolerados na gestão e não ficarão impunes.

Até o momento, a vice-presidente da Assembleia, Janaina Riva, pediu apuração do caso e afastamento de Marcos Catão do cargo. O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, representado pela presidente Glaucia Amaral, também pediu que ele seja investigado.

O governo disse que determinou apuração do assédio, mas ainda não se posicionou sobre o afastamento.

Virgínia usou as redes sociais para se posicionar. Disse que, assim que tomou conhecimento da denúncia feita pela servidora, “imediatamente solicitei ao governador Mauro Mendes que tomasse as devidas providências em relação ao caso”.

“É lamentável que este tipo de caso de violência ainda ocorra nos ambientes de trabalho e não podemos nos calar, por isso me solidarizo com a vítima e reforço que durante a nossa gestão este tipo de situação não será́ tolerada e nem ficará impune”, afirmou.

A esposa do governador reiterou que repudia toda e qualquer violência, em especial a de gênero, e que não irá compactuar com qualquer forma de assédio ou abuso contra mulheres. Em setembro do ano passado, Virgínia trouxe a primeira-dama da República, Michele Bolsonaro, para a inauguração da primeira delegacia com plantão 24 horas para atendimento às vítimas de violência doméstica e sexual.

“Reafirmo o meu compromisso na defesa dos direitos das mulheres e ressalto que este tipo de conduta não condiz com os valores e princípios da nossa gestão, que preza pelo respeito às mulheres”, defendeu.

Veja o texto:

Em defesa dos direitos das mulheres sempre. Não ao assédio sexual!

Assim que tomei conhecimento em relação à denúncia de assédio sexual sofrida por uma jovem, ex-servidora do Indea-MT, por parte do presidente do órgão, imediatamente solicitei ao governador Mauro Mendes @mauromendesoficial que tomasse as devidas providências em relação ao caso.

É lamentável que este tipo de caso de violência ainda ocorra nos ambientes de trabalho e não podemos nos calar, por isso me solidarizo com a vítima e reforço que durante a nossa gestão este tipo de situação não será tolerada e nem ficará impune.

Repudio todo e qualquer tipo de violência, principalmente em decorrência de gênero, e não compactuaremos com qualquer forma de assédio ou abuso contra à mulher.

Reafirmo o meu compromisso na defesa dos direitos das mulheres e ressalto que este tipo de conduta não condiz com os valores e princípios do nossa gestão, que preza pelo respeito às mulheres.

É preciso que todos atuem no combate à violência contra mulher. Só assim teremos uma sociedade onde homens e mulheres serão realmente tratados de forma igual e com direitos respeitados.

Vamos dar um basta na violência de gênero. Respeito às mulheres em primeiro lugar sempre!

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...