03/02/2017 às 12h32min - Atualizada em 03/02/2017 às 12h32min

Agora OAB diz que vai 'xeretar' a investigação sobre mortes em série

Redação
Reprodução
A sub-sessão da OAB (ordem dos advogados do Brasil) de Sinop, após negar que faria algum pedido de investigação ao Ministério Público quanto as mortes em série em Sinop, disse agora que vai "xeretar“ a investigação feita pela Polícia Civil. A informação foi confirmada pela advogada representante da comissão de Direitos Humanos.

Na oportunidade ela explicou que a ordem não pode interferir nas investigações. "A gente vai observar de perto se a justiça esta sendo feita de fato, mesmo sem o direito de intervir, mas de xeretar para saber se estão fazendo certo", comentou a advogada. Ao todo sete pessoas foram assassinadas depois que o policial militar Fábio Zampirão foi executado depois de uma tentativa de assalto no bairro residencial Florença.

O caso ganhou repercussão nacional e um dos suspeitos de assassinar o policial continua foragido, a última informação é que ele foi visto entrando em uma região de mata no município de Cláudia, mais de 100 homens da polícia civil, militar e federal fazem o cerco ao criminoso, que já cumpriu pela por sequestro. O Nortão Notícias adiantou que a OAB pediu uma investigação por parte do Ministério Público quanto ao caso, mas a informação foi negada pelo presidente da ordem, ele disse que "não era o momento".
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »