25/01/2021 às 09h08min - Atualizada em 25/01/2021 às 09h08min

Mauro diz que Taques mentiu ao lançar R$ 1 bilhão em obras na Baixada Cuiabana

Pacote de obras foi lançado em 2015 e todos os municípios da baixada seriam beneficiados; segundo governador, Taques enganou a população

FELIPE LEONEL
Declaração foi dada durante entrega de viaturas (Christiano Antonucci)

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que o ex-governador Pedro Taques (Solidariedade) enganou a população ao lançar um pacote de 66 obras no valor de R$ 1 bilhão na Baixada Cuiabana.

Na época, Mauro era prefeito de Cuiabá e foi convidado para participar do evento.

Ele pediu, inclusive, para não falar, pois sabia que o Estado não tinha condições de realizar as obras.

A declaração foi dada durante a entrega de 250 viaturas para as forças policiais na Arena Pantanal, na última sexta-feira (22).

A ação faz parte do programa Mais MT, que segundo o governador, vai gerar 52 mil empregos em todo Mato Grosso.

Aqui nós não anunciamos intenções, promessas, mentiras muitas vezes. Eu lembro uma vez, só uma rápida citação, não é muito do meu feitio fazer isso. Eu lembro que fui convidado para o lançamento de um bilhão em obras na Baixada Cuiabana. Eu como prefeito da Capital, conhecia um pouquinho as coisas, sabia dos números”, disse.

Eu vi aquilo e fiquei até triste. Como que alguém pode fazer esse tipo de coisa? Enganar a população, enganando a si mesmo, enganando parceiros. Dizer que vai fazer obra que nitidamente não tinha condições de fazer”, completou o govenador.

O pacote de obras em que Mauro fez referência foi lançado em dezembro de 2015 e tinha como objetivo pavimentar rodovias estaduais.

Ao todo, seriam quatro obras de duplicações, 12 de construções (pavimentação), 11 de reconstruções do asfalto deteriorado e 39 obras de arte especiais (que são pontes de concreto, viadutos e trincheiras).

As obras seriam realizadas nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio de Leverger, Poconé, Barão de Melgaço, Rosário Oeste, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Acorizal, Jangada, Nova Brasilândia e Planalto da Serra.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »