25/01/2021 às 16h46min - Atualizada em 25/01/2021 às 16h46min

Gilberto alerta para colapso de UTIs na rede privada e critica aglomeração

WELLYNGTON SOUZA
Reprodução

O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo (SES-MT) alertou novamente, na manhã desta segunda-feira (25), para a falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Mato Grosso. O gestor informou que diversas unidades da rede privada já sofrem colapso e não podem atender pacientes diagnosticados com a Covid-19. 

“As pessoas precisam acreditar [na falta de leitos] e parar de fazer o que estão fazendo [se aglomerando], porque estão apostando que não irão ser atingidas pela Covid-19. Pelo menos 5% dos infectados vão precisar de um leito. Então, se colapsarmos, não haverá o suficiente. Na rede privada, inclusive, já não tem leito”, disse em entrevista à rádio Vila Real.

O último boletim divulgado pela SES registrou mais de 208 mil casos de Covid-19 e 4.9 mil mortes em decorrência da doença. A taxa de ocupação de leitos é de pouco mais de 70%.

O chefe da pasta já havia alertado para uma situação caótica no estado para os próximos dias.

"A população nesse momento precisa ter essa consciência, olhar para o coletivo e não apenas para o próprio umbigo, uma decisão particular, faz da vida o que quer, mas não é assim, porque depois vai passar a responsabilidade para família, caçar um leito de UTI até achar um culpado que não é ele", ressalta.

Aglomeração na Arena Pantanal 

Na última semana, uma multidão de torcedores, e muitos sem máscaras, se reuniu na Arena Pantanal para recepcionar o Cuiabá Esporte Clube que se classificou para a série A do futebol brasileiro. A Prefeitura de Cuiabá emitiu nota lamentando a movimentação que contraria as medidas de biossegurança para evitar a propagação do vírus.

"Teremos dias difíceis pela frente. Nós estamos com pouco mais de 100 leitos disponíveis em Mato Grosso e é difícil ampliar esse número. Em Rondônia e no Amazonas já tem uma fila de pessoas esperando para morrer, porque não tem como internar. As pessoas que querem correr esse risco, continuem com esse comportamento [se aglomerando]. Eu acabei de ser salvo e quase perdi a vida para a Covid”, comentou. 

 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »