04/02/2017 às 11h11min - Atualizada em 04/02/2017 às 11h11min

Suspeito de matar PM é morto em confronto com policiais

"Marquinhos" chegou a ser encaminhado ao hospital, mas não resistiu

CAMILA RIBEIRO
Reprodução

O segundo suspeito de participar do assassinato do soldado da Polícia Militar Fábio Zampirão, de 31 anos, na última segunda-feira (30), em Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá), foi morto após confronto com policiais, na noite desta sexta-feira (3).

O suspeito, identificado como Marcos Antônio Fabiani dos Santos, o “Marquinhos”, estava escondido em uma região de mata, entre os municípios de Sinop e Claudia.

As forças de segurança de Mato Grosso estavam em busca do suspeito desde a última segunda, após ele ter conseguido escapar do local do assassinato do soldado.

O comparsa de “Marquinhos” foi morto após troca de tiros com PMs, naquela mesma data.

Ao site SóNotícias, o comandante regional da PM, tenente coronel Valter Razera, afirmou que “Marquinhos” trocou tiros com policiais militares e acabou sendo atingido.

Ele chegou a ser encaminhado ao hospital de Claudia, mas não resistiu e morreu.

Ainda segundo o tenente Razera, o suspeito estava armado com uma pistola.

Morte de PM e execuções

Fábio Zampirão, que fazia parte da Força Tática, foi morto durante um assalto à sua residência, no Bairro Jardim Florença.

Ele chegou a ser socorrido e encaminhado para o Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos.

O sepultamento do militar ocorreu na manhã do último dia 1º, no cemitério municipal de Sinop. Ele deixou a esposa e um filho.

Após a morte do militar, oito pessoas foram executadas na cidade.

O secretário de Estado de Segurança Pública Rogers Jarbas encaminhou uma “força tarefa” para garantir a segurança do município.

A “força tarefa” deve continuar no município até a próxima semana.

Uma investigação será aberta para apurar se as execuções teria acontecido por uma suposta vingança pela morte do militar ou por grupos rivais de traficantes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »