09/02/2017 às 19h27min - Atualizada em 09/02/2017 às 19h27min

Forças de Segurança de MT e MS vão atuar em conjunto contra roubo e tráfico de drogas

Luzia Araújo
Divulgação
Autoridades da Segurança Pública de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul, firmaram um acordo nesta terça-feira (07.02), em Rondonópolis, para fortalecer a segurança na região de fronteira e diminuir a criminalidade, em especial, os casos de roubo e tráfico de drogas.
 
O ato foi realizado durante a solenidade de instalação do Subcomitê Operacional Integrador que irá coordenar as ações integradas nos municípios fronteiriços. “Queremos compartilhar conhecimentos e dados nas áreas de inteligência, bem como planejar ações integradas dentro dos segmentos que o pacto entende que são de interesse comum”, disse o superintendente de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Deudeste de Oliveira.
 
Os dois estados irão traçar ações integradas baseadas nas informações fornecidas pelas inteligências policiais para diminuir a criminalidade na região de fronteira, principalmente os casos de roubos, furtos e tráfico de drogas, garantindo maior tranquilidade para a população.

“É interessante que os serviços de inteligência interajam para que possamos trabalhar sempre juntos a favor da sociedade”, destacou o comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar de Rondonópolis, Adnilson de Arruda, eleito o coordenador geral do subcomitê por Mato Grosso.

O trabalho conjunto é o foco das ações do Pacto Integrador entre os Estados, do qual Mato Grosso faz parte, dentro do Consórcio Brasil Central. O objetivo é fortalecer a segurança nos municípios localizados nas divisas entre Estados. 
 
Este é o terceiro estado a participar do acordo com Mato Grosso. Já participam da ação integrada os estados de Goiás e Rondônia. “Realizaremos o trabalho de inteligência com a análise criminal e o planejamento tático operacional com todas as forças de Segurança Pública dos estados com o objetivo de combater a criminalidade para que possamos trazer a tranquilidade para a população de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul”, disse o secretário adjunto de Integração Operacional, coronel PM Marcos Viera da Cunha.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »