26/02/2021 às 21h38min - Atualizada em 26/02/2021 às 21h38min

André Brandão pede para sair do BB. Presidente do BRB é cotado

O presidente do Banco do Brasil colocou o cargo à disposição de Jair Bolsonaro. Segundo fontes, Brandão está incomodado com confrontos

Lilian Tahan Isadora Teixeira Mayara Oliveira Nathalia Kuhl
Reprodução

O presidente do Banco do Brasil, André Brandão, colocou o cargo à disposição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A informação foi publicada primeiramente pelo jornal O Globo, nesta sexta-feira (26/2), e confirmada para a coluna Grande Angular por fontes do primeiro escalão do governo federal.

O nome do substituto de Brandão ainda não está definido, mas a tendência é que o próximo presidente seja escolhido entre integrantes de carreira da instituição financeira.


Há algumas semanas, o atual presidente do BB tem demonstrado incômodo com os sinais mandados por Bolsonaro em relação à sua atuação. O anúncio, em janeiro, de uma reestruturação no banco com programas de demissão voluntária desagradou o presidente da República.

André Brandão foi indicado pelo governo para assumir o comando do BB em setembro de 2020. Ele entrou no lugar de Rubens Novaes.

Cotado

Um dos nomes aventados para substituir André Brandão é o de Paulo Henrique Costa. Ele preside, desde 2019, o Banco de Brasília (BRB) e é funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal, onde chegou a ocupar a vice-presidência.

Paulo Henrique é respeitado no meio e conhecido pela força de trabalho que tem. Até agora, no entanto, não houve sondagem oficial. O governador do DF, Ibaneis Rocha, mantém boa relação com Bolsonaro, o que pode facilitar uma eventual migração de Paulo Henrique Costa do BRB para o BB. Por enquanto, contudo, não houve qualquer abordagem do assunto entre o governo federal e Ibaneis.

Segundo informações de O Globo, outros nomes cotados são os do secretário executivo do Ministério da Cidadania, Antônio Barreto, e do presidente do BNDES, Gustavo Montezano.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »