26/02/2021 às 22h10min - Atualizada em 26/02/2021 às 22h10min

Desemprego cai no 4º trimestre, mas 2020 tem pior taxa em 8 anos

Hoje, cerca de 13,4 milhões de brasileiros estão desempregados, segundo dados divulgados pelo IBGE

Tácio Lorran
Reprodução

A taxa de desemprego caiu para 13,9% no quarto trimestre, depois de atingir 14,6% no trimestre anterior. Dessa maneira, a taxa média de desocupação para o ano de 2020 foi de 13,5% – a maior desde 2012.

Isso significa que cerca de 13,4 milhões de brasileiros estão na fila por um trabalho no país.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta sexta-feira (26/2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Marcado pela crise da pandemia do novo coronavírus, o resultado de 2020 interrompe a queda iniciada em 2018, quando a taxa do desemprego foi de 12,3%, e intensificada em 2019, quando o índice de brasileiros sem trabalho formal ficou em 11,9%.

“A necessidade de medidas de distanciamento social para o controle da propagação do vírus paralisaram temporariamente algumas atividades econômicas, o que também influenciou na decisão das pessoas de procurarem trabalho”, explica a analista da pesquisa, Adriana Beringuy.

“Com o relaxamento dessas medidas ao longo do ano, um maior contingente de pessoas voltou a buscar uma ocupação, pressionando o mercado de trabalho”, prossegue a especialista.

No intervalo de um ano, a população ocupada reduziu em 7,3 milhões de pessoas, chegando ao menor número da série anual.

“Saímos da maior população ocupada da série, em 2019, com 93,4 milhões de pessoas, para 86,1 milhões em 2020. Ou seja, foi uma queda bastante acentuada e em um período muito curto, o que trouxe impactos significativos nos indicadores da pesquisa”, ressalta Beringuy.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »