03/03/2021 às 15h17min - Atualizada em 03/03/2021 às 15h17min

Técnico em enfermagem falsificava assinatura de médicos

Médicos denunciaram que seus CRMs estavam sendo utilizados de forma irregular

REDAÇÃO
A Polícia Civil apreendeu documentos falsos e diversos remédios com o suspeito (PJC - MT)

Um técnico de  enfermagem, suspeito de falsificar assinatura médica e carimbo de receituário controlado, foi preso pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (2) em trabalho da  Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

 

Além da prisão, a ação resultou na apreensão de grande quantidade de medicamentos. 

 

O suspeito, de 35 anos, é funcionário de em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos e foi autuado em flagrante por crimes contra a fé pública, de uso de documento falso e falsificação de documento particular.

 

As investigações iniciaram após várias ocorrências registradas por médicos que tiveram seus números do Conselho Regional de Medicina (CRM) utilizados em pedidos de exames e receitas de medicação controlada, utilizados de forma irregular.

 

Durante as diligências para apurar os fatos, os policiais da Derf Rondonópolis identificaram o envolvimento do técnico de saúde nas ocorrências. Na tarde de terça-feira (02) os investigadores da Derf-Rondonópolis receberam informações de que o investigado estava em um Posto de Serviço Público (PSF), no bairro Jardim Sumaré, para revalidar algumas receitas médicas.

 

De imediato, a equipe foi até o local onde abordaram o técnico de enfermagem com uma bolsa contendo receituários de remédios controlados, pedidos de exames e encaminhamentos médicos todos em branco, pertencentes à Secretaria Municipal de Saúde, além de várias receitas e xerox de documentos de diferentes pessoas.

 

Diante das evidências, o suspeito foi conduzido à Derf-Rondonópolis para esclarecimentos. Na delegacia foi encontrado um carimbo de CRM com o nome de um médico, o qual havia registrado boletim de ocorrência, no dia 15 de fevereiro, informando a falsificação de sua assinatura e carimbo em receitas de medicamentos de remédios controlados. 

 

Na ocasião, a vítima relatou que recebeu informação de uma farmácia de que seu nome e assinatura para compra de remédios controlados.

 

Em continuidade ao trabalho, os policiais civis foram até a casa do técnico de enfermagem, e no endereço encontraram mais receituários, atestados médicos, receitas em branco, um carimbo de CRM, além de grande quantidade de remédios diversos.

 

Entre os itens apreendidos estavam caixas de Clorpromaz; de Halo; de Cinetol; de Cloridrato de Lidocaína; de Cloridrato de Metformina; de Cloridrato de Fluoxetina; de Maleato de Enalapril; de Acetato de Medroxiprogesterona; de Cloridrato de Amitriptilina; de Carbamazepina; de Omoprel;  de Fenitoína; de Cloridrato de Amitrip; soros fisiológico; esparadrapos; diversas cartelas de comprimidos; muitas ampolas de Dipirona Sódica; de Diclofenaco Potássico. de Butilbrometo; de Escopolamina; entre outras substâncias; frascos de Acebrofilina; de Cloridrato de Ambroxol; de Acetazona; de Clonazepam; pomadas de Labcaína; pacotes de atadura; ampolas de Oprazon; de Água Bacteriostática; estetoscópio; luvas; etc.

 

Todo o material foi apreendido e encaminhado para delegacia. De acordo com o delegado titular da Derf Rondonópolis, Santiago Rozendo Sanches e Silva, as investigações continuam e se for comprovado que os medicamentos apreendidos na casa do suspeito são de propriedade do Poder Público, o suspeito responderá também por crime de peculato.

 

"As investigações continuam, pois existe a suspeita de que o profissional de saúde venha cometendo este crime de forma reiterada, podendo estar envolvido em ocorrências registradas desde 2019", disse o delegado. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »