05/08/2021 às 09h20min - Atualizada em 05/08/2021 às 09h20min

Sargento do RJ que pilotava avião com 280 quilos de drogas é preso em MT

Ele estava com a prisão decretada pelo tráfico de drogas e confessou que pilotava o helicóptero. Aeronave está em nome de policial civil do DF.

REDAÇÃO
Alberto Ribeiro Pinto Junior, de 45 anos, foi preso e confessou que pilotava helicóptero que caiu com 300 kg de droga em Mato Grosso — Foto: Divulgação

O terceiro sargento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, suspeito de pilotar um helicóptero que transportava 280 quilos de cocaína e que caiu no domingo (01.08) na zona rural de Poconé (104 km ao sul de Cuiabá) foi preso, na tarde de quarta-feira (04.08), após ser localizado na região de mata onde ocorreu a queda.

O suspeito de 45 anos foi localizado e preso pela equipe do Corpo de Bombeiros que apagava um incêndio nas proximidades do local em que o helicóptero caiu, a aproximadamente 65 quilômetros da área urbana de Poconé. Ele foi conduzido à Delegacia de Poconé, onde foi interrogado e autuado em flagrante pelos crimes de incêndio em lavoura ou pastagem e corrupção ativa.

Ainda na noite de quarta-feira (04), foi decretada a prisão temporária do suspeito por envolvimento com o tráfico de entorpecentes, representada pela Polícia Federal, que apura o crime de tráfico de drogas relacionado a grande quantidade de cocaína apreendida no helicóptero que caiu.

Prisão

A equipe do Corpo de Bombeiros realizava inspeção na área de foco do incêndio, quando nas proximidades do destroços do helicóptero, encontraram o suspeito, deitado no chão, bastante sujo e debilitado. Questionado, ele alegou que foi até o local para buscar peças do veículo, apresentando várias contradições.

Durante o trajeto para a Delegacia de Poconé, o piloto fez propostas aos integrantes do Corpo de Bombeiros, tentando negociar a sua liberação. Na delegacia, ele foi interrogado pelo delegado Maurício Pereira Maciel e autuado em flagrante e pelo crime de incêndio, uma vez que pelas circunstâncias e objetos encontrados com ele,  presumiu-se que foi ele que colocou fogo na área, e também pela corrupção ativa.

Segundo o delegado, além da prisão em flagrante, ainda na noite de quarta-feira (04), foi expedido contra o suspeito o mandado de prisão temporária, representado pela Polícia Federal, em razão do tráfico de drogas.

“Era por volta das 21 horas, quando os policiais de Poconé estavam chegando com o suspeito no presídio de Chapada do Guimarães, e recebemos a notícia da expedição do mandado de prisão, relacionado as investigações da apreensão do entorpecente que estava no helicóptero que o suspeito pilotava”, disse o delegado.

Apreensão de droga

A apreensão da droga ocorreu no domingo (01.08) em ação conjunta da Polícia Federal (PF), com o apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER/MT) e o Grupo Especial de Segurança na Fronteira (GEFRON/MT), de enfrentamento ao tráfico de drogas pelo modal aéreo.

 Na ação, foi apreendida uma aeronave de asa rotativa modelo ROBSON 44 e aproximadamente 280 quilos de cocaína. O helicóptero carregado com a droga caiu no município de Poconé.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »