23/09/2021 às 12h35min - Atualizada em 25/09/2021 às 00h00min

Lutas limpas, vitórias incontestáveis. Nosso trabalho está sendo levado a sério

*José Claudinei Messias – Presidente Interino do Sindicato da Sorocabana

SALA DA NOTÍCIA Fernanda de Souza Martins
Muito se fala sobre o trabalho dos sindicatos. Durante toda a última gestão e também a atual do Governo Federal, tentaram denegrir a imagem do trabalho sindical, muitas vezes inventando calúnias a respeito das causas que as entidades sindicais defendem. A verdade é que a única causa verdadeiramente séria pela qual trabalhamos é o trabalhador que todos os dias se depara com seus direitos se esvaindo.
Nos últimos anos, na Sorocabana, procuramos estar unidos e, com trabalho sério, conseguimos parcerias que nos ajudaram no sucesso de todas as nossas ações. Prova disso é o fato de os Ferroviários serem a única categoria no Brasil que garantiu reajuste no salário dos pensionistas e aposentados todos os anos. E isso é só o começo.
As empresas ferroviárias, como muitas outras, queriam que aceitássemos qualquer acordo. Desculpas para explicar o inexplicável, eles tinham de sobra, mas faltaram argumentos e fatos. Nós conhecemos o dia a dia do trabalho. A transparência exigida a cada empresa mostra o quanto elas faturaram durante a pandemia – algumas, inclusive, com lucros recordes. Então, por que não reconhecer o trabalhador que foi o grande responsável por esses resultados?
Lutamos sim, em conjunto, em parceria com outros sindicatos comprometidos com os trabalhadores e conquistamos a vitória. Negociamos aumento real com a Rumo e a empresa concordou. Fomos à Justiça para abrir a negociação com a BR-Mobilidade e conseguimos um acordo favorável aos Ferroviários.
Com a CPTM, precisamos ser enérgicos e tomar decisões mais duras. Nos desculpamos com a população por isso, mas a empresa precisava nos ouvir, o que não estava sendo feito. Procuramos o Tribunal Regional do Trabalho, informamos nossa situação, mas não houve acordo e paralisamos o serviço. Tudo como está previsto em lei e garantido pela Constituição das Leis Trabalhistas. Deu certo, o governo estadual e a CPTM nos ouviram e, depois de negociar o Acordo Coletivo de Trabalho de 2022, fechamos um acordo que beneficia todos os lados. É assim a democracia: todos precisam ser ouvidos e, quando o trabalho é bem feito, pode tardar um pouco, mas nunca falha: sempre tem o reconhecimento das causas no final.
O cuidado com os direitos dos trabalhadores sempre foi o nosso caminho. Também por isso os Ferroviários das linhas nas quais nós, da Sorocabana, o Sindicato de São Paulo e dos Engenheiros atuamos não perderam nada. Pelo contrário: conseguiram ter seus direitos garantidos, não acontecendo desconto em folha de pagamento devido à greve e ainda aumento salarial, repondo perdas da inflação nas cláusulas econômicas na negociação.
Juntos, conquistamos nossas vitórias e vamos continuar lutando pelos nossos direitos, pois só assim seremos cada vez mais fortes.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »