11/10/2021 às 06h45min - Atualizada em 11/10/2021 às 06h45min

Acidente na BR-163 entre Jeep e viatura da PRF mata policial e empresário de Marcelândia

Chovia no momento do acidente e suspeita é que tenha ocorrido aquaplanagem de um dos veículos.

MIZAEL DUARTE
De Marcelândia
O empresário Claudinei Fernandes (detalhe) estava sozinho no Jeep Cherokee e morreu na hora - Foto Reprodução

O empresário Claudinei Fernandes, de 45 anos, conhecido como Neno, morreu neste domingo (10) em um grave acidente na BR-163, no estado do Mato Grosso do Sul. Ele era dono de uma fábrica de portas e janelas de madeira no distrito de Analândia do Norte (á 50 km da sede do município). No acidente, também morreu o policial rodoviário federal Eder Carlos Moura Candado, de 38 anos.

De acordo com informações da Polícia Civil, o acidente ocorreu por volta de 11h30, no quilometro 667, entre os municípios de Rio Verde de Mato Grosso e São Gabriel do Oeste, região norte de Mato Grosso do Sul. Os dois veículos bateram em uma curva da rodovia.

O empresário estava sozinho no veículo e morreu na hora. Ele dirigia um Jeep Cherokee, com placas de Santa Catarina, e seguia com direção a Cuiabá. Já o outro condutor, um policial rodoviário federal, identificado Eder Carlos Moura Candado, 38 anos, que dirigia uma viatura da PRF (Polícia Rodoviária Federal), foi socorrido com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo depois de dar entrada no hospital de Rio Verde de Mato Grosso. 

Um outro policial estava no banco de passageiro e teve ferimentos. Os dois veículos ficaram completamente destruídos. 

Chovia muito no momento do acidente e a principal suspeita é que tenha havido aquaplanagem por parte de um dos veículos. Os dois carros ficaram totalmente destruídos.
 
De acordo com familiares, o corpo do empresário será sepultado no estado de Santa Catarina, onde reside a maior parte de seus familiares. Ele deixa a esposa e três filhos.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »