13/10/2021 às 08h37min - Atualizada em 13/10/2021 às 08h37min

Câmara Municipal aprova moção de protesto contra Energisa

Os parlamentares ressaltam a baixa qualidade do serviço prestado, com a queda constante da energia e oscilação de voltagem

ÚNICA NEWS
Assessoria

A Câmara Municipal de Vereadores de Nova Mutum (a 193 km de Cuiabá) aprovou uma moção de protesto contra a concessionária Energisa, devido ao descaso com a sociedade em relação aos serviços prestados.

Os parlamentares ressaltam a baixa qualidade do serviço prestado, com a queda constante da energia e oscilação de voltagem. "Outro agravante são as falhas na manutenção das redes e equipamentos de energia elétrica pela concessionária", afirmou a Câmara.

O protesto, aprovado na última segunda-feira (04), está embasado nas reclamações dos consumidores perante o Programa de Proteção e Defesa do Consumir Estadual (Procon-MT), cujos processos tramitam em virtude do aumento injustificado da tarifa, cobrança de dívidas, quedas constantes de energia, além de imposição de multas elevadas.

Na zona rural, é constante a ocorrência da falta de energia elétrica por até cinco dias, o que ocasiona percas de produtos congelados. De forma recorrente granjas de frango e poedeiras sofrem com a falta de energia por mais de 12 horas.

A Energisa é investigada por meio de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa (ALMT) devido a irregularidades.

Conforme o presidente da Comissão, deputado Elizeu Nascimento (PSL), estão sendo apuradas investigações sigilosas envolvendo desde a questão de abuso na cobrança de faturas de energia, à má prestação de serviço, além de baixo efetivo de servidores da empresa e também abusos referentes aos medidores de consumo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »