21/10/2021 às 14h49min - Atualizada em 21/10/2021 às 14h49min

ALMT vota e descarta nome de ferrovia estadual dado por governador

O projeto de lei que assegura a medida foi aprovado nesta quarta-feira, por unanimidade, pela Assembleia Legislativa

REDAÇÃO
Reprodução

O secretário municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico e também presidente do Fórum Pró-Ferrovia, Francisco Voulo, destacou que a manutenção do nome Senador Vicente Emílio Vuolo para a ferrovia estadual representa o respeito a história construída pelo político cuiabano. O projeto de lei que assegura a medida foi aprovado nesta quarta-feira (20), por unanimidade, pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

“A ferrovia é sinônimo de Vicente Emílio Vuolo, que dedicou sua vida para lutar por essa causa. Hoje tivemos uma vitória da história, uma vitória política para homenagear um político genuinamente cuiabano. Essa ratificação feita pela Assembleia Legislativa é uma conquista enorme e que nos mostra o quanto vale a pena lutar por um sonho. É a representação de uma história que foi construída por muitos anos e não poderia ser apagada”, comenta o secretário.

O presidente do Fórum Pró-Ferrovia ressaltou ainda o trabalho feito pela ALMT, que é o órgão que tem a prerrogativa para denominar obras e estruturas públicas e foi onde o eterno senador iniciou sua trajetória política, em 1958. Francisco Vuolo enfatizou ainda a importância do envolvimento do movimento comunitário, parlamentares, imprensa e outros segmentos da sociedade em prol da causa.

“Mesmo tendo nos deixado há 20 anos, a luta e a memória do senador permanecem vivas e toda essa comoção que tivemos nas últimas semanas comprovam isso. O ato consumado hoje na AL reforça que é preciso respeitar o nome daqueles que deixaram um legado em Mato Grosso. Quem trabalhou e contribuiu para o crescimento do estado precisa ser respeitado e não tratado com desdém”, completa.

Segundo o secretário municipal, a após essa etapa de reparação de um erro, o próximo passo é começar a colocar em prática as ações de preparação de Cuiabá para o recebimento da ferrovia, conforme planejado pela gestão Emanuel Pinheiro. Segundo ele, esse é um processo que deve ser efetuado não só na Capital como em toda região do Vale do Rio Cuiabá, ao longo dos próximos anos.

“A missão da gestão Emanuel Pinheiro agora é consolidar a chegada dos trilhos. Precisamos preparar a cidade para o recebimento desse novo tipo de modal, que vai potencializar a economia e o crescimento de toda a região. Uma dessas fases é a capacitação humana, gerando mão de obra qualificada como tem sido feito pelas ações do programa Pra Frente Cuiabá”, pontua Vuolo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »