18/11/2021 às 17h55min - Atualizada em 19/11/2021 às 00h00min

Prati-Donaduzzi será a maior produtora de comprimidos da América Latina

Investimentos em tecnologia, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) e ampliações físicas ampliam em 40% a produtividade da farmacêutica paranaense

SALA DA NOTÍCIA Rodrigo Freitas
Divulgação

A Prati-Donaduzzi dará mais um passo rumo ao crescimento estratégico. A empresa, referência na produção de medicamentos no Brasil e a primeira a lançar um produto nacional à base de Canabidiol, está com obras avançadas de uma nova unidade produtiva de alta tecnologia que será instalada no parque industrial da farmacêutica, localizado em Toledo, Oeste do Paraná (PR). A expansão física, aliada aos investimentos em tecnologia, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) fará da farmacêutica a maior produtora de comprimidos da América Latina.

A unidade prevista para operar em 2023, denominada Sólidos IV, será destinada exclusivamente à produção de medicamentos sólidos (comprimidos). A planta contará com quase 11.000 m², espaço equivalente a quase 1,5 campo de futebol. Com mais esta planta, a capacidade produtiva da farmacêutica paranaense será de 17 bilhões de doses ao ano, o que representará um incremento de 40%.

O diretor-presidente da Prati-Donaduzzi, Eder Fernando Maffissoni, ressalta que a empresa tem crescimento estruturado e sustentável, com o objetivo de aumentar o acesso à saúde às pessoas. “Na Prati-Donaduzzi entendemos nosso papel na sociedade é prover saúde e bem-estar, e sabemos que só podemos continuar nessa trajetória de sucesso se continuarmos evoluindo. A expansão nos tornará a maior produtora de comprimidos da América Latina”, destaca.  

Na planta nova serão produzidas 144 apresentações, realocadas das unidades produtivas atuais. “A transferência aumentará a disponibilidade de produção em todas as plantas, o que permitirá o aumento da capacidade de produção de doses terapêuticas da empresa, bem como possibilitará que a Prati-Donaduzzi busque alcançar seus objetivos de crescimento, incluindo o lançamento de novos produtos”, destaca Dailson Régis Prati, diretor de manufatura da farmacêutica.

Além de suportar a produção de novos produtos que serão lançados nos próximos anos, a farmacêutica já construiu seu novo Centro de Distribuição, com ampliação de 60% da capacidade de armazenagem de produto acabado e das operações de distribuição. Com uma estrutura robusta, o espaço conta com mais de 14 mil m² e abriga aproximadamente 17.500 posições de palletes. Localizado em um ponto estratégico às margens da PR 182, KM 320 em Toledo – PR, no Biopark, o espaço permite mais agilidade, excelência no controle, qualidade e segurança do processo logístico.

Recentemente a farmacêutica também modernizou suas plantas atuais com equipamentos de última geração de origem alemã e uma nova linha de embalagens de tecnologia italiana automatizada e de alto desempenho. Concomitante aos investimentos em estrutura e equipamentos, a Prati-Donaduzzi valoriza a Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) como estratégia de evolução.
 

Geração de empregos

O crescimento da indústria resulta também na geração de novos postos de trabalho. Recentemente, a indústria anunciou mais de 270 vagas imediatas para diferentes áreas e cargos, como auxiliares de produção de medicamentos; vagas na área de engenharia, sendo a maioria para atuar na construção civil e elétrica; postos de trabalho em PD&I e sistema da qualidade; logística, sendo com principais vagas para auxiliares de carregamento e motoristas de caminhão, dentre outras. Até o segundo semestre de 2022, a Prati-Donaduzzi prevê a contratação de aproximadamente 430 colaboradores.  


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »