18/10/2016 às 06h50min - Atualizada em 18/10/2016 às 06h50min

José Medeiros comemora avanço do Mato Grosso em ranking de competitividade dos estados

Com Agência Senado
Página Press
Foto – Agência Senado

Brasília – O senador José Medeiros (PSD-MT) comemorou, durante discurso no Plenário do Senado, os avanços de Mato Grosso no ranking de competitividade dos estados brasileiros, organizado pelo Centro de Liderança Pública em parceria com outras duas entidades. 

Pelo levantamento, Mato Grosso, saltou da 11ª posição, em 2014, para a 10ª, em 2015, graças aos avanços no setor de infraestrutura, informou o senador. Para José Medeiros, o estado melhorou sua posição graças a avanços no acesso à energia elétrica, no custo da energia e dos combustíveis, na mobilidade urbana e na qualidade das rodovias. 

O senador disse que a melhoria é mérito do governo estadual, comandado por Pedro Taques. “O fato de termos melhorado nossa pontuação no ranking de competitividade dos estados justamente por um avanço na infraestrutura é muito significativo, porque, como todos sabemos, a infraestrutura é a base do desenvolvimento socioeconômico. Sem infraestrutura, tudo o mais fica comprometido”, afirmou. 

José Medeiros citou, Como exemplo de ações importantes do governo estadual no campo da infraestrutura, a parceria com a China para o investimento de R$ 20 bilhões na construção da ferrovia integração Centro-Oeste. A obra vai ligar Campinorte, em Goiás, a Vilhena, em Rondônia, passando por Lucas do Rio Verde e Água Boa, no Mato Grosso. “Isso facilitará imensamente o escoamento dos produtos de nosso estado, unidade da federação que mais exporta para a China”, destacou o senador.

Sanidade – O senador, ainda durante sua fala, destacou a reforma do ensino, sanidade mental e evasão escolar. “A grande verdade é que os problemas que fazem a evasão escolar aumentar são, muitas vezes, depressão, ansiedade, problemas que um profissional da área de Psicologia conseguiria detectar e, eventualmente, levar à descoberta de como o aluno está vivendo no lar, essa coisa toda. Se queremos uma educação que possa formar cidadãos, temos que nos preocupar com a saúde dos alunos”, declarou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »