19/10/2016 às 14h31min - Atualizada em 19/10/2016 às 14h31min

Falta de atendimento no hospital regional revolta população

Angela Fogaça
Nortão Online

A situação está cada vez mais complicada para quem busca atendimento no Hospital Regional de Colíder. Desde a semana  passada, os poucos médicos que ainda estão trabalhando na unidade, passaram a atender somente casos urgentes encaminhados pelos bombeiros ou de extremo risco de vida. Os médicos entraram em greve, mais uma vez, por atraso salarial. 

Quando chegam na unidade os pacientes são avaliados na enfermaria e recebem uma classificação (verde, amarelo ou vermelho) e ficam no aguardo. Ontem à noite, pacientes se revoltaram depois de aguardar mais de 8 horas por atendimento e serem informados que o médico não atenderia.

A Polícia Militar precisou ser chamada para garantir a segurança do local, uma vez que alguns pacientes falavam em quebrar o local. O morador de Colíder, Adelson Moisés, conhecido como Cowboy Eletricista, afirmou que estava desde às 13h com seu afilhado, sangrando pelo nariz. “A enfermeira veio, fez curativo e falou que tinha que esperar para ser atendido, ficamos aqui até agora (19:30h) e eles vem falar para mim que o menino não precisa ser atendido, que não é emergência”, contou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »