20/10/2016 às 12h28min - Atualizada em 20/10/2016 às 12h28min

Latrocida e autora de estupro são presos em Mato Grosso

Mizael Duarte
Página Press
Reprodução

Duas pessoas foragidas da Justiça tiveram mandados de prisão cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, na terça-feira (18.10), no município de Juína (735 km a Noroeste). Entre os presos estão Jobson de Oliveira Sales, 23, conhecido como “Jobinha” acusado de latrocínio e  Joelma Patrícia dos Santos, 29, considerada foragida da Justiça do Paraná pelo crime de estupro de vulnerável.

O acusado Jobson de Oliveira Sales teve o mandado de prisão preventiva decretado pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Juína, na última sexta-feira (14), pelos crimes de latrocínio e disparo de arma de fogo. Com a ordem de prisão em mãos, os investigadores localizaram o suspeito, nas proximidades de sua residência.

O crime aconteceu no dia 18 de setembro, quando o suspeito junto a um comparsa tentou roubar uma motocicleta ocupada por duas pessoas. No momento da abordagem dos assaltantes, o condutor do veículo empreendeu fuga, sendo os dois ocupantes alvejados por disparos de arma de fogo.

A vítima que estava na garupa da motocicleta foi atingida com três disparos e chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Após alguns dias na Unidade Intensiva de Tratamento (UTI) do Hospital de Juína, a vítima foi transferida para Cuiabá, onde faleceu no dia 04 de outubro.

O condutor da motocicleta foi atingido superficialmente nas costas e teve alta logo em seguida. O comparsa de Jobson, Cleiton Dione Domingos de Melo, 18, o “Cleitinho” é conhecido da Polícia e já estava preso por participação em outros quatro roubos no município. Ele também responderá por latrocínio e disparo de arma de fogo.

Em interrogatório, Jobson e Cleiton confessaram a participação no crime.

Estupro de Vulnerável                                                            

Em outra ação da Delegacia de Juína, a equipe de investigadores realizou a prisão de Joelma Patrícia dos Santos, acusada de estupro de vulnerável, no estado do Paraná. A suspeita foi localizada em uma casa no bairro Módulo V, em Juína. Ela estava com a ordem de prisão expedida pela 1º Juizado de Violência Doméstica e Familiar e Contra a Mulher e Vara de Crimes Contra a Criança, Adolescentes e Idosos da cidade de Londrina (PR) desde o dia 02 de agosto de 2016.

A Justiça de Londrina determinou o afastamento dos três filhos menores da suspeita e de seu companheiro que é pai de duas das crianças, sob a acusação de estupro de vulnerável.  Segundo as investigações, Joelma era conivente com os abusos sexuais praticados pelo parceiro contra os filhos.

No mês de setembro, a avó materna das crianças veio embora para Juina em companhia da filha foragida da Justiça, e todos passaram a morar mesma casa. Atualmente Joelma não convive mais com mais com o autor dos abusos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »