26/10/2016 às 17h44min - Atualizada em 26/10/2016 às 17h44min

Avó diz que só Deus pode salvar neta que perdeu pais e irmão

Colisão ocorreu na última segunda-feira (24), na BR-364, quando família voltava do interior

Bebê de dois meses está internada no Hospital Jardim Cuiabá, na Capital (Reprodução)

Apesar de ter apresentado melhora, ainda é grave o estado de saúde de uma bebê de apenas dois meses, que sobreviveu a um acidente entre um carro e uma carreta, no Km 464 na BR-364, sentido Jangada (76 km de Cuiabá).

Ela foi transferida na tarde de terça-feira (25) do Pronto-Socorro de Várzea Grande para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Jardim Cuiabá, na Capital.

A colisão, ocorrida na segunda-feira (24), vitimou os pais da menina - a servidora do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso) Elaine Arantes Greselle e o funcionário da Polícia Civil Marcilinio Arantes Neto - além do irmão gêmeo dela.

A avó da bebê, mãe de Eliane, Alinauda Greselle, disse que ela continua sedada e mantida em coma induzido. “Só por Deus”, relatou.

Conforme Alinauda, a menina foi diagnosticada com traumatismo craniano.

“No entanto, é inviável a cirurgia, neste momento, diante do quadro que ela se encontra”, contou.

A avô agradeceu o apoio da população e pediu que todos continuem orando pela saúde da neta.

O acidente

De acordo com a concessionária Rota do Oeste, que administra a rodovia, os dois veículos bateram de frente.  

Após a colisão, o caminhão tombou na pista e pegou fogo.

O incêndio foi controlado por um caminhão-pipa da concessionária que administra a rodovia e pelo Corpo de Bombeiros.

O motorista da carreta não sofreu nenhum ferimento.

Já o carro em que a família estava partiu ao meio e ficou completamente destruído.

Elaine morreu na hora. Já o marido e o bebê não resistiram aos ferimentos na unidade de saúde.

As causas do acidente serão investigadas pela Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito da Capital (Deletran).

Luto

Os corpos de Elaine, Marcilinio e o filho foram sepultados na tarde de terça-feira no cemitério Recanto da Paz, em Várzea Grande.

O velório ocorreu  na Funerária Capela Jardins, sala Orquídeas, em Cuiabá.

O primo da família, Akerman Magalhães, afirmou ao MidiaNews que estão todos perplexos e anestesiados com a fatalidade.

“Nós estamos consternados de tanta tristeza, em ver isso acontecer com um casal novo e um bebê”, lamentou o familiar.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »