28/10/2016 às 11h42min - Atualizada em 28/10/2016 às 11h42min

Professora acusada de envolvimento em 3 homicídios continua presa em Colíder

Angela Fogaça
Nortão Online

A professora Vilma Yoshito Cardoso, presa na cadeia feminina de Colíder, continua sendo investigada pela morte de 4 pessoas da mesma família que moravam em uma casa vizinha, no município de Peixoto de Azevedo.

De acordo com o site Resumo Diário, os delegados  responsáveis informaram que o inquérito está em fase de conclusão e a arma localizada na casa da professora  após ser cumprido um mandado de busca e apreensão, foi comprovada como sendo a mesma arma que matou a jovem Taynara Sampaio de Miranda, o padrasto dela Eloi Antônio Altenhofen e do enteado dele, Rogério da Silva Oliveira, mortos em junho e julho deste ano.

Taynara e sua irmã, Rosiane, cujo corpo foi encontrado no porta-malas de um carro carbonizado, na cidade vizinha Matupá, foram assassinadas com intervalo de 15 dias, no mês de setembro.

José Gomes Cardoso, o “Bigode”, esposo da professora Vilma foi ouvido na quarta feira (26) e negou ter praticado os crimes e também não soube explicar como a arma usada nestes crimes foi parar dentro de sua residência.

A família deverá permanecer presa até a conclusão dos inquéritos envolvendo os três homicídios.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »