29/10/2017 às 00h24min - Atualizada em 29/10/2017 às 00h24min

Igrejas comemoram 500 anos da Reforma Protestante e dia do evangélico

Página Press
MIZAEL DUARTE
Foto: Mizael Duarte

Evangélicos de Marcelândia promoveram na tarde deste sábado, 28, uma passeata em celebração ao quinto centenário da Reforma Protestante e dia do evangélico. O ato em comemoração contou com a presença de centenas de fiéis.

A passeata percorreu um trecho da Avenida Colonizador José Bianchini até o campo Milton Soares, no bairro Vila Izabel, e terminou com um culto comemorativo.

O Rev. Saulo Vieira, pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, foi o pregador do evento. Saulo falou que a Reforma Protestante conquistou não somente o retorno para a Bíblia, mas a liberdade.

 “A Reforma possibilitou também um avanço na educação, na sociedade, na economia, o livre exame das escrituras, a liberdade religiosa, e a separação da Igreja e Estado”, disse.
 
O Brasil tem mais de 42 milhões de evangélicos, cujas igrejas surgiram da Reforma Protestante, de acordo com o IBGE.

A Reforma
 
Pensada e idealizada pelo monge católico Martinho Lutero, que segundo a história teria entrado para o seminário por medo de morrer, teve como objetivo a volta da Igreja para a Bíblia, renovando o Cristianismo. 
 
Entre as 95 teses publicadas pelo monge, cinco são o pilar da reforma, que é a Sola Scriptura, isto é, a Bíblia como única regra de fé, a Sola Fide, a salvação acontece somente pela fé e não depende de obras, Solus Christus, somente Cristo e Ele é suficiente e por fim, a Soli Deo Glória, Glória somente a Deus. 

A Reforma Protestante aconteceu no ano de 1517, no século 16, no dia 31 de outubro, quando Lutero fixou na porta da Catedral de Wittemberg, na Alemanha, as suas 95 teses, que segundo a proposta inicial não era dividir a Igreja entre católicos e Protestantes, mas apenas um retorno a um cristianismo bíblico.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »