28/10/2016 às 00h00min - Atualizada em 28/10/2016 às 00h00min

Pesquisa CNT aponta rodovias MT-320 e MT-208 como ruins

Clay Jr
Página Press
Reprodução

A 20ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias constatou que, dos 103.259 km analisados, 58,2% apresentam algum tipo de problema no estado geral, cuja avaliação considera as condições do pavimento, da sinalização e da geometria da via.

Na região Norte do estado de Mato Grosso, as rodovias MT-320 e MT-208, que ligam vários municípios a BR-163, foram avaliadas como ruins.

Devido às deficiências apresentadas no pavimento das rodovias do Mato Grosso, o custo operacional do transporte no Estado chega a ser 29,5% mais alto. O índice é o maior da região Centro-Oeste, onde a média é 25,3%. O índice nacional é de 24,9%.

Rodovias com problemas reduzem a segurança, além de aumentar o custo de manutenção dos veículos e o consumo de combustível.

A 20ª Pesquisa CNT de Rodovias revela que 61,9% (2.929 km) das rodovias avaliadas no Estado apresentam algum tipo de defi ciência e foram consideradas regulares, ruins ou péssimas. De acordo com o levantamento, 38,1% (1.802 km) da extensão pesquisada é considerada ótima ou boa.

O levantamento da CNT avalia o estado geral da malha rodoviária pavimentada de todo o país, considerando pavimento, sinalização e geometria da via. A Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte percorreu 4.731 km no Estado. Em todo o Brasil, foram 103.259 km analisados.

Na avaliação da CNT, para a reconstrução, a restauração e a manutenção dos trechos danifi cados nas rodovias acreanas avaliadas é necessário investir R$ 2,38 bilhões.

Confiram a avaliação:


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »