01/02/2018 às 21h41min - Atualizada em 01/02/2018 às 21h41min

Gilmar Mendes diz que não irá comentar ofensas sofridas em MT e que PF deve investigar autores

Página Press, com informações do VG Notícias
Lucione Nazareth
Reprodução

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, por meio da sua assessoria de imprensa, informou nesta quinta-feira (01.02) ao VG Notícias que não irá se pronunciar oficialmente sobre as ofensas recebidas dentro do avião, ao desembarcar no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.

No entanto, o ministro informou que nos próximos dias sua defesa irá ingressar com pedido junto à Polícia Federal para investigar os autores das ofensas.

Gilmar Mendes esteve em Mato Grosso para fazer o seu recadastramento biométrico na cidade natal, Diamantino, mas antes ao desembarcar no Aeroporto Marechal Rondon, foi ofendido por populares dentro do avião. O vídeo, com as ofensas, tem repercutido nas redes sociais e nos demais meios de comunicação desde domingo (28.01).

Segundo a assessoria de imprensa do ministro, Gilmar já pediu para seus advogados enviar um pedido à PF para abertura de inquérito policial para apurar os responsáveis por ofende-lo. No entanto, a defesa ainda não teria entregado o pedido de forma “oficial” à Polícia Federal.

O vídeo que mostra as ofensas deve ser utilizado pelos advogados do ministro para embasamento da denúncia.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »