09/02/2018 às 17h50min - Atualizada em 09/02/2018 às 17h50min

Ambulância demorou mais de um hora para socorrer piloto acidentado

Vanderlei Roque Zanatta, de 42 anos, morreu na manhã desta sexta-feira (09) depois de sofrer um acidente na fazenda Mato Sul, em Ribeirão Cascalheira

Página Press/ O Livre
O piloto que atuava a cinco anos com aviação agrícola deixa a esposa e um casal de filhos, um deles menor de idade (Reprodução)

A dificuldade de acesso foi um dos principais percalços no socorro oferecido ao piloto Vanderlei Roque Zanatta, de 42 anos, que morreu na manhã desta sexta-feira (09). Zanatta sofreu um acidente aéreo quando pulverizava uma plantação de soja na Fazenda Mato Sul, no município de Ribeirão Cascalheira (893 km de Cuiabá). 

O piloto foi atendido com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no caminho. Valdeci Campos da Luz, cunhado de Zanatta, contou a reportagem do LIVRE que a ambulância demorou mais de uma hora para chegar no local do acidente. A fazenda é distante 60 quilômetros da zona urbana de Ribeirão Cascalheira e mais da metade da estrada não é pavimentada.

“Uma parte de estrada é de chão e outra parte é pavimentada. A gente imagina que a estrada prejudicou porque o acidente foi sete e meia e a ambulância chegou lá era nove. Demorou pelo menos uma hora provavelmente.”, explicou Valdeci. Ele diz não saber ainda o que motivou o acidente uma vez que a aeronave estaria regularizada e em perfeito estado. 

Foram os funcionários da Fazenda Mato Sul que socorreram Vanderlei Zanatta e chamaram o atendimento. O piloto deixa a esposa e um casal de filhos, um deles menor de idade. Ele atuava como piloto agrícola há 5 anos e tinha experiência de oito anos na aviação comercial. É natural de Modelo, em Santa Catarina e morava com a família em Canarana, em Mato Grosso.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »