20/02/2018 às 15h47min - Atualizada em 20/02/2018 às 15h47min

Sargento do Exército é morto em tentativa de assalto em Campo Grande

Segundo testemunhas, sargento foi baleado após reagir a abordagem dos assaltantes

O Dia
Sargento Bruno Albuquerque Cazuca e a mulher Lara Maria Rodrigues - Reprodução Facebook

Rio - O sargento do Exército Bruno Albuquerque Cazuca, de 35 anos, foi baleado e morto por volta das 5h da manhã desta terça-feira, por bandidos que fizeram um arrastão na Estrada Rio-São Paulo, na altura de Campo Grande, na Zona Oeste. O sargento deixa dois filhos e a esposa grávida.

Segundo testemunhas, o sargento Bruno Albuquerque reagiu à abordagem dos bandidos e foi baleado. Como havia uma farda no banco de trás do carro, a polícia não descarta a hipótese de os assaltantes terem visto o uniforme e decidido matar o sargento. Outros três motoristas teriam sido atacados pelos bandidos no arrastão. 

Bruno servia no Centro de Instrução de Operações Especiais e morava em Campo Grande. Ao saber da notícia, a mulher do militar foi ao local do crime. Emocionada, ela passou mal e teve que ser retirada. 

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) foi acionada e já isolou o local para fazer a perícia. Nesta segunda-feira, as Forças Armadas começaram a patrulhar as rodovias BR-040, BR-101, BR-116 com base no decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GL0). O local em que o sargento Bruno foi morto não estava na área de coberta pelo patrulhamento.

 
 

 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »