25/02/2018 às 12h55min - Atualizada em 25/02/2018 às 12h55min

Em MT, 21 municípios são monitorados pela Defesa Civil após prejuízos causados pelas chuvas

Em Poconé e Mirassol D'Oeste, comunidades estão isoladas porque a chuva danificou pontes e bloqueou estradas. Em Guarantã do Norte, 31 famílias tiveram as casas invadidas pela água.

G1 MT
Em Guarantã do Norte, famílias tiveram as casas invadidas pela água e prefeitura decretou situação de emergência (Foto: Defesa Civil/Divulgação)

Em Mato Grosso, 21 municípios estão sendo monitorados pela Defesa Civil após registrarem prejuízos causados pelas chuvas constantes registradas desde o início deste ano.
 

Os municípios de Poconé e Mirassol D'Oeste, a 104 km e 329 km de Cuiabá, respectivamente, foram os primeiros a decretarem situação de emergência no estado. Nesses locais, comunidades estão isoladas porque a chuva danificou pontes e bloqueou estradas.
 

E a previsão é de que as chuvas intensas sigam em todo estado até o dia 15 de março. Segundo a Defesa Civil, em Cuiabá, na sexta-feira (23), choveu 40 milímetros em apenas uma hora, o que resultou em alagamentos em vários pontos da cidade.
 

No entanto, a preocupação maior do órgão é com os municípios do interior, que não possuem estrutura para atender às demandas em casos de situações de emergência.
 

Em Guarantã do Norte, por exemplo, choveu 140 milímetros em cinco horas, na última quarta-feira (21), o que representa metade da média mensal. Ao todo, 31 famílias tiveram as casas invadidas pela água.
 

Diante dos prejuízos, a prefeituta decretou situação de emergência no município na última quinta-feira (22). Segundo a administração municipal, o acúmulo de água dos últimos 20 dias resultou em estragos como transbodamento de um córrego e alagamentos em diversos bairros.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »