25/02/2018 às 15h12min - Atualizada em 25/02/2018 às 15h12min

Ex-primeira-dama de Marcelândia pode disputar uma vaga à Assembleia Legislativa de MT

Com a eventual vaga de Leitão em aberta, abre-se um leque [...]

Página Press, da Reportagem
MIZAEL DUARTE
Rosemar Marchetto (esquerda) Vereador José Henrique Quiel (centro) e deputado Nilson Leitão (direita). Rosemar disputou a prefeitura de Marcelândia por três vezes (2008/2012/2016) Foto: Página Press
O município de Marcelândia deve ter um representante na disputa a uma das vagas na Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, trata-se da ex-primeira-dama do município Rosemar Marchetto (PSDB). Quem mencionou informalmente sua pré-candidatura foi o deputado federal Nilson Leitão (PSDB), em encontro com prefeitos, vereadores e presidentes dos diretórios municipais da região norte no último sábado (24), em Sinop.
 
Em entrevista a Rádio Cidade o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) confirmou sua candidatura ao Senado Federal. O nome do parlamentar, que já ocupou os cargos de vereador, prefeito, deputado estadual e agora deputado federal por dois mandatos consecutivos, foi acertado com o aval do presidente de honra do partido o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e cúpula do partido em Mato Grosso. 
 

Tentando construir sua candidatura ao Senado Federal, no último dia (20), Leitão deixou o cargo de presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), após assumir a liderança do partido tucano na Câmara dos Deputados. 
 
Com a eventual vaga de Leitão em aberta, abre-se um leque, o deputado Dilmar dal Bosco (DEM) que é amigo pessoal de Leitão e milita juntos na região norte do estado, estária de olho na vaga de deputado federal.

A especulação sobre a possível candidatura de Dilmar dal Bosco a câmara federal, a reportagem do 
Página Press tentou entrevista-lo por telefone, mas não obteve êxito. 

Com as peças do 'tabuleiro' mexidas, viabilizaria a candidatura de Rosemar a uma vaga na Assembleia Legislativa. Em entrevista a Rádio Cidade e site Página Press, Rosemar confirmou e disse estar analisando o convite. “Sem dúvida, o meu futuro político só será definido depois que o partido reunir-se oficialmente para tratar o assunto. O que o partido decidir, eu vou acatar”, completou Rosemar Marchetto.

Rosemar disputou a prefeitura de Marcelândia por três vezes (2008/2012/2016) foi esposa do ex-prefeito, Geovane Marchetto, que administrou a cidade no período de 1997 a 2004, e morreu em novembro de 2016.


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »