01/11/2016 às 11h38min - Atualizada em 01/11/2016 às 11h38min

MT tem 2 dos 5 prefeitos mais ricos do país; Emanuel é o 4º das capitais

Jacques Gosch
RD News
Reeleito para administrar Cáceres nos próximos quatro anos, Francis declarou patrimônio de R$ 60 mi (Gilberto Leite/Rdnews)

Dois dos cinco prefeitos eleitos mais ricos do Brasil são de Mato Grosso. O levantamento feito pelo G1 inclui os tucanos Francis Maris (Cáceres) e Toni Mafini (Novo Mundo),  na quarta e quinta colocação, respectivamente.  (confira aqui). 

O mais rico é Vittorio Medioli (PHS), que irá comandar a cidade de Betim (MG). Em seguida, aparece Antidio Lunelli (PMDB), futuro prefeito de Jaraguá do Sul (SC). Em terceiro lugar está João Doria (PSDB), que venceu no primeiro turno na capital paulista.

Já Emanuel Pinheiro (PMDB) aparece como quarto colocado na lista dos 11 prefeitos eleitos de capitais considerados milionários. O patrimônio declarado do peemedebista chega a R$ 1,3 milhão. 

Antes de Emanuel, aparecem Zenaldo Coutinho (PSDB), reeleito em Belém (PA). Depois vem Kalil (PHS), vencedor em Belo Horizonte (MG). O terceiro é Marquinhos Trad (PSD), que ganhou as eleições em Campo Grande (MS). 

Patrimônios 

Reeleito para administrar Cáceres nos próximos quatro anos, Francis declarou patrimônio de R$ 60,1 milhões. Já Toni Mafini, eleito prefeito de Novo Mundo, declarou 55,5 milhões. 

 Mais rico 

O prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PSB), que tem patrimônio declarado de R$ 359 milhões, está prestes a perder o título de prefeito mais rico do Brasil. Isso porque tentou a reeleição, foi derrotado e ficará sem mandato a partir de 31 de dezembro. 

O eleito para sucedê-lo, Luiz Binotti (PSD), tem bens avaliados em R$ 33,9 milhões. Entretanto, não foram suficientes para colocá-lo no ranking dos mais ricos elaborado pelo G1. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »