01/11/2016 às 12h10min - Atualizada em 01/11/2016 às 12h10min

Senador diz que parte dos alunos está em ocupações para fumar maconha

Fala de José Medeiros (PSD-MT) gerou discussão no Senado nesta segunda-feira (31)

Redação
Reprodução

O senador José Medeiros (PSD-MT) provocou uma discussão no plenário do Senado nesta segunda-feira (31) ao afirmar que “boa parte” dos alunos que estão ocupando as escolas pelo país para protestar contra a reforma do ensino médio e a proposta que estabelece um teto para os gastos públicos federais aderiu ao movimento “para fumar maconha”.

O parlamentar mato-grossense disse ainda que uma parcela dos estudantes que criticam a definição de um limite para as despesas públicas sequer leu o texto da Proposta de Emenda à Contituição (PEC).

 “Eu vou te falar uma coisa: desses meninos que estão na escola, boa parte, tem uns lá que é para fumar maconha. Estão indo lá para fumar maconha e matar os outros. Acabaram de matar um”, discursou José Medeiros no plenário do Senado.

A fala do parlamentar do PSD gerou reação de senadores petistas que estavam no plenário.

“Que desrespeito. O que é isso, senador?”, questionou Fátima Bezerra (PT-RN). “Senador Medeiros, isso é um absurdo”, exclamou Lindbergh Farias (PT-RJ). Em resposta às críticas dos oposicionistas, o parlamentar do Mato Grosso alegou que parte dos estudantes que está ocupando as escolas “foi levada” por militantes petistas.

“Você chega para os meninos, para boa parte deles, e pergunta: 'Você sabe por que você está aqui?’ 'Ah, porque eu sou contra a PEC do ensino.' 'O que diz ela?' 'Eu não li.' Boa parte deles. Essa é a verdade”, argumentou Medeiros.

“Então, os pais que estão deixando os seus filhos lá, saibam que os seus filhos estão correndo risco de vida”, acrescentou o senador do PSD.

Em seguida, Fátima Bezerra pediu a palavra para dizer que repudiava as declarações do colega de Senado. “Não repita mais isso! Não venha mais aqui agredir estudantes! Não use mais o microfone desta Casa para insultar estudantes, para humilhar estudantes, para desrespeitar estudantes! É um desserviço à luta em defesa da educação do país”, reclamou a petista.

Na internet a fala do senador também rendeu comentários. Em uma página de notícias, uma internauta disse: “Com finalidade meramente provocativa, sr. Senador, ao menos eles compraram o entorpecente com o dinheiro deles. E o senhor? Seus bens foram adquiridos legitimamente? Com dinheiro "limpo" ou "lavado"? Quais os interesses do sr. mesmo? O que o sr. defende mesmo? Ficam os questionamentos”. Outro internauta defendeu o senador “Todos sabemos que é verdade, não entendo o porquê da polemica”. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »