01/11/2016 às 17h07min - Atualizada em 01/11/2016 às 17h07min

Estudante de Colíder irá representar Mato Grosso nos Estados Unidos

O programa, que comemora 15 anos, oferta anualmente 50 vagas para estudantes da rede pública em todo o país

Viviane Saggin
Página Press
Para conquistar a vaga, entre outros critérios, os jovens são analisados pelo desempenho escolar, nível de domínio do inglês, boa relação com sua escola e comunidade - Foto por: Arqvuivo

Aos 16 anos de idade, o estudante Guilherme Eduardo Rocha Silva foi o escolhido para representar Mato Grosso no Programa Jovens Embaixadores 2017. Estudante da Escola Estadual Des. Milton Armando Pompeu de Barros, no município de Colíder, ele concorreu na fase final com outros três alunos do 1º ao 3º ano de Ensino Médio da rede de ensino estadual.

O resultado foi publicado pela Embaixada dos Estados Unidos, na última sexta-feira (28.10). O programa, que comemora 15 anos, oferta anualmente 50 vagas para estudantes da rede pública em todo o país.

Para conquistar a vaga, entre outros critérios, os jovens são analisados pelo desempenho escolar, nível de domínio do inglês, boa relação com sua escola e comunidade. Características pessoais, como capacidade de comunicação, liderança e proatividade, também são avaliados. Além disso, o candidato deve ter realizado algum trabalho voluntário por, pelo menos, um ano e nunca ter viajado aos Estados Unidos.

“Eu acho muito importante o contato com outras culturas. Como não tenho oportunidade de viajar eu tentei por meio deste programa”, pontua Guilherme, destacando que o lugar mais longe que foi é a casa da avó, no interior de São Paulo.

A viagem será de 13 de janeiro a 4 de fevereiro de 2017. Durante essas três semanas, eles passarão pela Capital dos EUA, Washington, D.C., além de seguirem em grupos menores para diferentes cidades americanas, onde ficarão hospedados em casas de famílias voluntárias.

Por lá, eles participarão de reuniões com autoridades do governo dos EUA, líderes comunitários, visitarão escolas e projetos sociais, participarão de atividades de voluntariado e, como representantes da juventude brasileira nos EUA, farão também apresentações sobre o Brasil, sua cultura e seu povo. No final da viagem, eles apresentarão planos de ação na área de voluntariado que serão implementados em suas comunidades após o retorno ao Brasil.

Enquanto isso, os outros três estudantes finalistas de Mato Grosso, Sebastian Silva, também da EE Des. Milton Armando Pompeu de Barros, em Colíder, Vitória Marques, da EE São José do Rio Claro, do município de São José do Rio Claro, e Daniela Marina da Silva Ananias, do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), estão automaticamente selecionados para o programa English Immersion USA Program – EIP/2016. Será uma imersão na Casa Thomas Jefferson, da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília, no mês de agosto de 2017.

O programa

Desde o lançamento, em 2002, 467 jovens brasileiros da rede pública de ensino já participaram do programa. Para a edição de 2017, mais de 18.700 jovens se inscreveram.

A partir de 2012, o programa passou a ser reproduzido em todos os países do continente americano e conta também com um intercâmbio inverso para que estudantes americanos possam conhecer outros países.

No Brasil, os parceiros dessa iniciativa são: Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) e as Secretarias Estaduais de Educação, rede de Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos, além das empresas FedEx, MSD, Microsoft, Bradesco, IBM e Boeing Brasil.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »